Torre Eiffel: a história do símbolo de Paris

1

Torre Eiffel em outubro de 2010 com vista para o Champ de Mars. (Wladyslaw (Taxiarchos228), CC BY 3.0, via Wikimedia Commons)

A Torre Eiffel é constituída de ferro do século XIX e está localizada em Paris, capital da França. O edifício de 300 metros de altura (o mais alto da cidade) é um símbolo da grande cidade e recebe a visita de inúmeros visitantes todos os anos. Ademais, é considerado o monumento pago com mais visitas no mundo.

+ Você sabe quanto se gasta por dia com a iluminação da Torre Eiffel?

+ 12 pontos turísticos fotografados durante intensos fenômenos da natureza

Criada para a Exposição Universal de Paris de 1889, a qual foi realizada após cem anos da Revolução Francesa. Através duma competição, o governo da França recebeu inúmeros projetos de engenheiros e arquitetos, sendo o engenheiro Gustave Eiffel o vencedor. O projeto elaborado por ele, demorou dois anos para ser construído.

20 de março de 1888: montagem das plataformas horizontais (Public domain via Wikimedia Commons)

Gustave inclusive colaborou para o projeto da Estátua da Liberdade em Nova Iorque (Estados Unidos), e da Ponte Maria Pia em Porto (Portugal). Quando montada, a torre foi alvo de críticas de artistas e indivíduos do período que a consideravam uma construção sem qualidade e monstruosa. Por muitos, foi sugerida sua demolição.

Em 31 de março de 1889, o monumento foi inaugurado com estádia temporária: até o fim do evento, mas até os dias atuais permanece na localidade, tornando-se um grande marco da França.

Curiosidades

Arco da Torre Eiffel do sudeste em direção ao Palais de Chaillot. (AlfvanBeem, CC0, via Wikimedia Commons)

O monumento dispõe de 324 metros de altura e durante o verão aumenta 15 centímetros devido à dilatação do ferro. Foi a estrutura mais alta do mundo até 1930, quando perdeu o lugar para o Chrysler Building, em Nova Iorque. No entanto, na França é a segunda maior do país, perdendo somente para o Viaduto de Millau, terminado em 2004.

Com três andares para visitantes, ingressos podem ser comprados virtualmente ou nas escadas. No primeiro andar é possível ver a cidade toda, além de contar com estabelecimentos comerciais e banheiros, no segundo andar, contêm restaurantes e no terceiro e último acessível somente por elevadores, há um bar de champanhe e o escritório de Gustave Eiffel, sendo sua principal atração a própria vista paranômica de Paris.

Ver também

+ Conheça a cabeça de Diogo Alves, que está em preservação há 180 anos

+ As 10 piores pandemias e epidemias da história

+ A doença sanguínea que Rainha Vitória espalhou pelas famílias

+ Realidades absurdas de 100 anos atrás

+ A lua e seus estranhos efeitos na saúde