Os 10 carros que marcaram o ano de 1985

3446

Em 1985, o Brasil estava saindo do regime militar e Tancredo Neves era eleito presidente, Ayrton Senna consegue sua primeira vitória a bordo da Lotus em Portugal, Emerson Fittipaldi vence as 500 milhas de Indianápolis, nasce Lewis Hamilton… E as ruas eram ainda mais bonitas e estilosas. Separamos nossos carros favoritos de 1985. Lembra de mais algum?

Porsche 959

porsche_959_19-610x458

Ele completou 30 anos recentemente e é o carro que mais se parece com o filme, pois ele antecipou diversas tecnologias como controle de tração, suspensão com amortecedores ligados a um sistema hidráulico que gerenciava a altura. A carroceria era bem leve pois foi construída utilizando Kevlar, com portas e capô em alumínio. O motor seis cilindros boxer 2.8 tinha um par de turbinas seqüenciais e 530 cv.

BMW M5

BMW-M5-610x458

O primeiro M5 era um sedã com motor de supercarro, o seis em linha 3.5 original do BMW M1 entregava 286 cv e tinha máxima de 246 km/h. Na época, era o sedã mais rápido do mundo.

Mazda RX7 FC Savanna

autowp.ru_mazda_savanna_rx-7_7-610x458

O novo queridinho da Mazda chegou em 1985 com seu famoso motor rotativo Wankel. Era preciso somente 1.3 litros e uma turbina para o esportivo entregar 215 cv.

Audi Quattro

autowp.ru_audi_quattro_uk-spec_2-610x458

Ele ficou conhecido pelo seu histórico nos estágios de rali, foi o primeiro campeão do extinto Grupo B e sua versão civil se tornou um dos Audis mais cobiçados. O Quattro era equipado com a inédita tração integral em conjunto com motor cinco cilindros 2.1 com injeção eletrônica e uma turbina. Com isso ele entregava 305 cv na versão de competição e 160 cv na versão de rua.

Ford Escort XR3

ford_escort_xr3i_21-610x458

O Escort só chegou no Brasil em sua terceira geração. Sua versão mais marcante foi a XR3. A primeira veio em 1983 equipada com rodas de liga leve aro 14″, aerofólio traseiro, faróis de milha e de neblina, teto-solar e diversos acessórios. Já seu motor era um CHT 1.6 com 83 cv e 12 kgfm de torque. Mas foi só em 1989 que o Escort começou a ser equipado com motor AP da VW.

Volkswagen Gol GT

G1-44-610x407

Em 1984, o Gol ganhou sua versão esportiva, que era esportiva de verdade. O GT veio equipado com motor AP-1800 com comando de válvulas do Golf GTI MK1 e carburador de corpo duplo. Essa combinação deu a ele 99 cv e 14,6 kgfm de torque. Números que não surpreendiam, mas eram razoáveis para a época.

Renault 5 GT Turbo

renault_5_gt_turbo_20-610x368

O Renault 5 que nós escolhemos não é aquele monstro com para-lamas largos que você está imaginando. O GT Turbo é a versão mais cabeçuda da segunda geração do 5. Um legitimo hot hatch equipado com um quatro-cilindros 1.4 e turbina Garrett T2. Ele entregava só 115 cv, mas seus 830 kg ajudam a acelerar de 0 a 100 km/h em 7 segundos e chegar aos 205 km/h de velocidade máxima.

Camaro IROC-Z

chevrolet_camaro_z28_iroc-z_t-top_1-610x458

A terceira geração do Camaro veio moderna, com novo design e motor V8 5.0 (305 pol³). Com injeção eletrônica ele desenvolvia 215 cv. Seu nome era em homenagem à famosa corrida: International Race of Champions, disputada nos EUA entre 1974 e 2006.

Ferrari 250 GTO

ferrari_gto-610x458

A Ferrari 288 GTO, além de ser linda, tem motor V8 de 2.9 que, com dois turbo e injeção Weber-Marelli, entregava 405 cv e 50 kgfm. Foi o primeiro carro de rua a ultrapassar a barreira dos 300 km/h.

Toyota Corolla AE86

autowp.ru_toyota_sprinter_trueno_gt-apex_2-door_1-610x458

A combinação de peso baixo, motor 1.6 de 130 cv de potência, 14 kgfm de torque, tração traseira e boa distribuição de peso, fez do AE86 a escolha óbvia para quem queria um carro para se divertir e andar de lado. Ele tinha duas versões, o Sprinter Trueno (com os faróis escamoteáveis) e o Levin (com faróis retangulares convencionais).