O Beijo da Morte – BASEADO EM FATOS REAIS

642

Foto reprodução

Título de livro, músicas e filmes, seja qual for seu uso, o termo “o beijo da morte” chama atenção para qualquer história. Ele simboliza mudança e transformação, como se o “antigo” tivesse que morrer para o “novo” nascer, tanto na morte física quanto na união de um casal, como explica Raimon Arola, especialista em simbolismo da Universidade de Barcelona. Beijar é algo tão presente e comum em nossas vidas quanto nos alimentarmos. E não somente o beijo entre casais, mas beijamos pai, mãe, nossos avós, crianças e até nossos pets. E quem pode imaginar que algo tão sutil e cheio de sentimentos bons pode tornar-se letal em algum momento? Você já parou pra pensar que o beijo da morte pode ter um sentido literal? O fato é que existem fatalidades que confirmam isso. Por descuido ou não, pessoas já perderam suas vidas a partir de um simples beijo. Está pronto? A partir de agora você vai conhecer histórias que começaram com um simples beijo, tendo tudo para um desfecho feliz, mas por alguma razão, tomou o rumo da morte? O Beijo da Morte – BASEADO EM FATOS REAIS