Namorada de AVICII posta carta emocionante e revela lado “pai” do DJ: “Eu amo você”

322

Depois de alguns dias em silêncio, a ex-namorada de AVICII, a modelo Tereza Kacerova, postou uma carta emocionante sobre a morte do Dj. Além do texto, ela postou algumas fotos dos dois juntos, quase sempre acompanhados do filho dela, o pequeno Luka, revelando assim um “lado pai” de Tim Bergling, pouco conhecido por seus fãs.

Além de falar do período que não conseguiu acreditar na morte de AVICII, a modelo falou de alguns momentos que viveram juntos, do amor um pelo outro e da incrível conexão entre Tim e Luka. O Vagalume traduziu os principais trechos da carta abaixo.

Confira:

“Querido Tim,

Eu passei os últimos dias esperando acordar, esperando que alguém me dissesse que isso era uma piada de mau gosto, algum erro terrível. Eu acho que finalmente estou dando conta de que nunca mais vou ver você de novo.

Nos primeiros dias, perturbei seus amigos (vocês TÊM CERTEZA DE QUE É REAL?, pedi provas, ONDE VOCÊ ESTÁ AGORA?) e procurei no Google notícias para ler e pensar que estavam todas erradas. Todas as vezes que vi ‘RIP’ e ‘Avicii’ juntos em uma frase, ou uma data final para sua vida, eu me senti chocada de novo. Quando vi que mudaram sua biografia na Wikipédia de ‘é’ para ‘foi’, eu solucei. Eu olhava para isso por minutos, tentando decifrar porque o texto diz que você morreu em 20 de abril de 2018. Não fazia sentido. Você é jovem demais e maravilhoso, eu te amo muito para ler aquelas coisas com o seu nome. Então eu continuei desviando o olhar e, quando olhava de novo, aquilo ainda estava lá, estranho e confuso. Não estou acordando com sua cabeça no meu peito e a do Luka no meu ombro. Ao invés disso, sou empurrada do sono para a realidade toda manhã com uma ansiedade e meu coração disparado. Ele está tentando bater dobrado, por mim e por você?

No dia que você morreu, fui à sua casa para te sentir perto de mim. Deitei no seu chuveiro um tempão e, quando saí e fui para o quarto, você não estava esperando por mim. Você não estava sentado no meio da cama, com aquele travesseiro cinza feio te apoiando.

(…)

Eu costumava dizer a você que o Luka nunca lembraria de uma vida sem você. Agora, eu espero que ele lembre da vida dele COM você. Eu estarei lá para lembrá-lo. Vou mostrar a ele os vídeos dele chamando você, onde quer que nós estivéssemos.

(…)

Eu quero te agradecer por quanto tempo, amor e espiritualidade você me deu.

(…)

Eu sempre fui muito determinada em manter nosso relacionamento privado porque eu queria que fosse NOSSO, apenas nosso e que ele não fosse parte dessa loucura. Mas eu pensava ‘se eu for compartilhar isso com o mundo, será quando eu estiver grávida do nosso filho’. Ohhh como esse plano deu errado!

(…)

Eu te chamava de anjinho. Mal sabia eu em quanto tempo você se tornaria um.

As últimas palavras que você me disse foram ‘Eu te amo’. Bem, EU AMO VOCÊ. Tanto quanto você ama coca-cola… e mais um pouco.

Mas, talvez você nunca tenha sido destinado a ser minha alma gêmea. Nos primeiros dias de namoro, eu costumava dizer que não entendia o porquê de Luka ser tão apaixonado por você… ele ainda nem te conhecia direito… você ainda não tinha mostrado o incrível “pai postiço” que você seria. Foi no primeiro mês que eu e Luka estávamos na cozinha e ele me alimentou com farinha de aveia, então ele comeu um pouco, depois fez uma colher para você e foi até o quarto para alimentá-lo na cama. Então eu me pergunto… você foi a alma gêmea de Luka o tempo todo?

(…)

Eu li que antes de morrer, Thomas Edison saiu de um coma, olhou para cima e disse “é muito bonito lá em cima”. Conforto-me com isso. Descanse em paz, Tim. Tente voltar em breve para que você e Luka possam brincar juntos novamente.

Com amor, Tereza”.

Vagalume