MARVEL CONFIRMA QUE LOKI ESTAVA SENDO CONTROLADO EM VINGADORES

101

Tom Hiddleston se transformou no queridinho do público. Loki foi o principal vilão no primeiro filme de Thore em Os Vingadores. No começo, ele não era exatamente uma pessoa para se relacionar. Afinal, seu título como divindade é “deus nórdico da trapaça e da mentira”, algo que, ao longo de suas aparições nos filmes, conseguiu provar essa natureza. Mesmo assim, Loki ganhou a simpatia da audiência, pois, no fundo, mostrou ter sentimentos nobres. Ele amava a mãe e sofreu bastante com sua morte. Da mesma forma que, embora aprontasse para cima de Thor (Chris Hemsworth), ele desenvolveu afeição pelo irmão.

Todo o carinho do público por Loki teve consequências para o personagem com o passar dos anos. Se antes ele foi apresentado como o antagonista egoísta e frio, aos poucos, ganhou mais destaque e se transformou. De vilão passou para anti-herói, até encerrar sua história em Vingadores: Guerra Infinita como um verdadeiro herói. Loki foi um dos personagens com o melhor arco de evolução. Em Thor: Ragnarok, além de ajudar o irmão a fugir de Sakaar, voltou a Asgard para ajudar na evacuação do planeta. Por fim, sacrificou a vida ao tentar impedir Thanos.

Depois de tanto tempo, a Marvel acaba de confirmar o que várias pessoas já suspeitavam: o Deus da Trapaça não era tão corrupto como mostrado.

Loki sob o domínio do mal

Existia uma teoria na qual era defendida a ideia de que Loki estava sob o domínio da Joia da Mente. Ou seja, suas ações tanto em Thor como em Os Vingadores, não foram naturais. Isso aconteceu graças ao Cetro. Durante muito tempo, se questionou como Loki conseguiu controlar outras pessoas, inclusive o Gavião Arqueiro, com o artefato. Acontece que, além de o Cetro conceder esse poder a ele, ao mesmo tempo também o influenciava. Se antes tudo não passava de teoria, agora, o site da Marvel acaba de canonizar a ideia.

Confira a explicação dada pelo site oficial.

Chegando ao Santuário através de um buraco de minhoca feito pela Bifrost, Loki conheceu o Outro, regente da antiga raça alienígena Chitauri e Thanos. Oferecendo ao Deus da Trapaça o domínio sobre a Terra, o território mais querido de seu irmão, Thanos pediu o Tesseract em troca. Dotado de um Cetro que agia como um dispositivo de controle mental, Loki seria capaz de influenciar outras pessoas. Sem saber, o Cetro também o influenciava, alimentando seu ódio sobre o irmão e os habitantes da Terra.

No final da história, Loki foi mais uma vítima de Thanos desde o começo. Se pensarmos bem, sua vida foi bastante sofrida, do nascimento até a morte.

COMPARTILHAR