Lilith, a primeira mulher criada por Deus

577


Uma deusa do inferno. Um demônio. Na tradição judaica, Lilith foi a primeira esposa de Adão. E mesmo que seu nome não seja explicitamente mencionado na Torá, ao longo dos séculos ela se tornou uma figura um tanto quanto contraditória sobre a criação do livro de Gênesis. Mas, para compreender muito do que vamos falar no programa de hoje, é preciso que você esteja pronto para considerar diferentes versões sobre a criação da própria humanidade. Entre as centenas de escrituras rabínicas, os chamados Talmud, está o Alfabeto de Ben Sirá que possui uma rara menção sobre a existência de Lilith. Nele está escrito que muito antes da criação de Eva, Lilith foi concebida da poeira tal qual Adão. A grande questão é que Lilith teria se rebelado contra superioridade de Adão na hora do sexo, e negado deitar sob ele. Então, esta seria a razão pela qual ela resolveu abandonar o Jardim do Éden e, consequentemente, Adão. É por isso que Lilith acabou se tornando uma personagem questionável para o catolicismo e o judaísmo, por exemplo, porque essas religiões são, essencialmente, patriarcais. Sem mencionar as descontinuidades que partem do livro de Gênesis, que está tanto da bíblia cristã quanto a Torá, e que dá início a história da criação do mundo e de tudo o que existe nele.