História da enfermagem

53

O enfermeiro é o profissional responsável identificar o que o paciente está precisando, o que também inclui a prescrição de medicamentos.  Por conta do cuidado que têm para com os doentes, o seu serviço é imprescindível para que recebam alta! Contudo, apesar da relevância do seu trabalho poucos têm ciência a respeito de sua origem. Conheça mais sobre a história da enfermagem!

O que é preciso para se tornar um enfermeiro

Para que a pessoa esteja certa se essa é de fato a área que combina mais com o perfil deve analisar alguns traços da personalidade. A começar pela dedicação e cuidado para os outros que são imprescindíveis para atuar na área da saúde!

Além disso, é importante saber trabalhar em equipe, uma vez que campo é composto por diversos profissionais e que juntos realizam o trabalho de atender às necessidades dos pacientes. Fora que, é indispensável ter controle emocional frente à momentos difíceis – como ocorre quando uma pessoa vem à óbito.

Tendo essas referências em vista, é preciso se informar a respeito do que é necessário para se tornar um enfermeiro. Existem diversos cursos disponíveis no mercado, dentre eles está o de técnico em enfermagem.

Durante o curso técnico em enfermagem o aluno aprende a respeito da anatomia de fisiologia do corpo humano, além da saúde do idoso, da mulher, da criança e do adolescente e também da parte mental.

Além disso, a grade curricular do curso de técnico em enfermagem também inclui matérias a respeito de como funciona a atuação da enfermagem durante os procedimento cirúrgicos, bem como nas emergências e também nos casos de pacientes mais críticos.

Nas aulas de técnico em enfermagem o estudante também aprende mais sobre o funcionamento da clínica médica, da microbiologia e parasitologia e também sobre a farmacologia.

Existem escolas que também oferecem outros tipos de cursos da área, como é o caso do curso técnico em enfermagem completo e também do curso auxiliar de enfermagem.

Como a enfermagem surgiu no Brasil

A organização da Enfermagem na Sociedades Brasileiro teve início no período colonial e perdurou até o final do século XIX. Quando posteriormente à colonização abriram as Casas de Misericórdia.

A primeira do Brasil foi inaugurada no ano de 1543, na cidade de Santos (litoral do estado de São Paulo). Entretanto, nessa época a instituição hospitalar servia apenas para atender os enfermos que vinham ao porto da cidade, e também para os moradores de Santos.

Posteriormente surgiram as do Rio Janeiro, Vitória, Olinda, Ilhéus, de Porto Alegre e Curitiba (que contou com a presença de D. Pedro II e Dona Tereza Cristina). Diferente dos dias de hoje, na época os medicamentos prescritos eram fabricados à base de ervas medicinais.