Halsey detona Iggy Azalea em entrevista: “Eu vi a carreira dela acabar e foi fascinante”

505


Halsey foi a primeira artista feminina a alcançar neste ano o primeiro lugar da parada americana de álbuns Billboard 200 com “Hopeless Fountain Kingdom”.

Em uma nova entrevista ao jornal “The Guardian”, a cantora falou da participação de Quavo, na faixa “Lie (Feat. Quavo)”, e defendeu o rapper, que foi acusado de homofobia após se recusar a apresentar “Bon Appétit (Feat. Migos)” com drag queens em um programa de TV.

“Acho que ele foi mal-interpretado”, disse a americana. “Só porque eu escolho ser uma artista socialmente consciente e eu sou muito boa nisso, não significa que todos os artistas estão preparados para serem politicamente corretos. Não acho que ele é inerentemente homofóbico, acho que ele está em um lugar difícil de tentar explicar o que ele quis dizer. Eu concordo que suas desculpas foram uma grande merda, mas não posso policiar a todos”.

O jornalista então sugeriu que, a partir dali, a artista poderia começar a policiar suas próximas colaborações. “Sim, eu posso”, respondeu Halsey. “E há muitas pessoas que eu não chamaria para o meu disco. Iggy Azalea: absolutamente não. Ela tem um completo desrespeito pela cultura negra. É uma idiota. Eu vi a carreira dela acabar e foi fascinante”, declarou.

Até o momento, a australiana não se pronunciou sobre este assunto.