Curiosity encontra possível vestígio de vida em Marte

92

O rover Curiosity, uma das principais fontes de informações diretas de Marte, descobriu elementos que podem apontar a existência de vida em seu estado inicial no planeta vermelho. O veículo detectou a presença de Tiofeno, um composto químico presente em carvão, trufas brancas e oléo, em solo marciano.

A suspeita e investigação vem do pesquisador da Washington State University Dirk Schulze-Makuch. Ele acredita que a presença do composto orgânico aponta para a presença do desenvolvimento da vida como conhecemos, mas em um dos seus estágios mais primitivos. Tiofeno pode ser resultado de processos biológicos envolvendo bactérias.

Dirk diz que seu time identificou vários métodos para a geração de tiofeno, sendo a maioria deles processos químicos. Embora isso indique a presença de microrganismos, o pesquisador ressalta que precisam de mais provas para assegurar a origem da substância — mas alerta que ainda consideram origem abiótica.

06165849282239
(Fonte: VisualHunt)

Uma das hipóteses destacada pelo pesquisador é que Tiofeno seja resultado de colisão de meteoros. Tiofeno pode ser consequência de processos termoquímicos de vários compostos quando aquecidos a 120 ºC ou mais. A outra hipótese — esta envolvendo existência de vida — considera Tiofeno como resíduo da redução de sulfatos por uma bactéria que habitou Marte há cerca de 3 bilhões de anos.

Mais detalhes sobre a descoberta devem ser revelados assim que o próximo rover, Rosalind, chegar ao planeta vermelho e começar a colher amostras. O lançamento está previsto para o próximo verão da América do Norte.

Curiosity encontra possível vestígio de vida em Marte via TecMundo