Conheça essa pequena tartaruga guerreira que tem seu coração exposto

56

Quando nós pensamos em animais de estimação, as tartarugas não estão ali no topo da lista, mas elas também conseguem ganhar o coração de seus donos. Esses répteis são tímidos, calmos, lentos e combinam perfeitamente com aqueles donos que têm um estilo de vida mais tranquilo e que não podem ter pets agitados e com mais movimento como gatos e cachorros.

Mas se você acha que uma tartaruga é perfeita para você, é preciso analisar os tipos que as dividem para saber qual delas irá se adequar melhor ao seu estilo de vida. As tartarugas são, em sua maioria das vezes, aquáticas e saem da água para tomar um sol ou para desovar, mas também existem as que são terrestres. Dependendo da espécie, elas vivem em água doce ou salgada. A sua carapaça é arredondada e alta e seu pescoço não é tão comprido.

E entre as tartarugas, uma tartaruga albina já é rara e uma com o coração para fora é raríssima. E entre essas raridades, um morador de Nova Jersey conseguiu ser dono de um animal assim. Michael Aquillina, o dono do animal, ganhou seu pet de seu amigo Gerard, um criador de tartarugas nos EUA. Ele postou em seu Instagram, fotos e vídeos mostrando a evolução de seu animal de estimação que foi chamado de Hope, esperança em inglês. Isso porque a tartaruguinha contrariou todos os prognósticos e conseguiu sobreviver.

Condição

Nos humanos, tal condição é conhecida como ectopia cordis e pode afetar cerca de 1 em cada 126 mil nascidos. A cirurgia de correção deve acontecer nos primeiros dias de vida, se o bebê sobreviver, e mesmo assim terá que realizar correções ao longo da vida. Mas para os animais isso não tem nome porque nunca aconteceu com um antes de Hope. A tartaruga nasceu em novembro e recebe cuidados especiais de Michael para que o coração exposto do animal continue funcionando. O protetor da Hope não recebeu nenhuma orientação dos veterinários para cuidar do réptil com anomalia. Ele diz usar um senso comum e proporciona cuidados extra.

Michael, que é apaixonado por animais aquáticos, conta que a tartaruga é criada separada dos outros animais por causa de sua condição física. A preocupação do dono é que o contato de Hope com outro animais possa acabar perfurando acidentalmente o coração dela.

“Eu mantenho a água dela mais limpa possível, dou a ela uma área de descanso que é a mais macia possível e mexo nela o mínimo que eu posso. Fui de uma abordagem mais natural a uma completamente estéril. O objetivo é manter a deformidade dela limpa e o sistema imunológico forte”, explica.

A correção da deformidade de Hope não está nos planos de Michael, ele acredita que o seu animal é uma inspiração para outros.

“Ela é tão pequena e frágil, a coisinha mais delicada, mas ela é destemida. As pessoas conseguem ver isso e ela tem muitas pessoas torcendo por ela mundo afora. Ela está espalhando esperança enquanto me dá esperança. Hope mudou minha vida para melhor em muito pouco tempo”, ressalta.

COMPARTILHAR