Como esse médico conseguiu matar 3 pessoas durante uma cirurgia?

37

Há uma grande possibilidade de você já ter ouvido falar sobre uma infame cirurgia, muito famosa por ser a única com taxa de mortalidade de 300%. Isso porque o médico conseguiu a proeza de matar, não apenas uma pessoa, no caso, o paciente em questão. Além da pessoa operada, também morreram um dos assistentes e um espectador que assistia a cirurgia. Como ele fez isso, é o mais bizarro. Estamos falando do século XIX, quando a medicina ainda dava os primeiros passos. Nessa época, ainda não havia anestesia, e os médicos precisavam agir rápido. E foi nessa luta contra o relógio, que ele conseguiu, acidentalmente, matar as três pessoas.

O médico, responsável por essa fatídica cirurgia, foi o escocês Robert Liston. Ele foi uma lenda da medicina nessa época, embora tenha sido marcado, para sempre, por essa trágica cirurgia. Mas o fato é que ele era o mais rápido, quando se tratava de cirurgias de amputação.

O médico

m%C3%A9dico

Robert Liston (1794-1849) começou na medicina, ainda na Escócia, no entanto, sua carreira como cirurgião não deu muito certo, na terra natal. Isso porque ele não era considerado um bom médico e acabou criando várias inimizades, no meio médico de Edimburgo. Então, ele se mudou para Inglaterra, e foi viver em Londres, onde os seus talentos, finalmente, foram reconhecidos. Lá, Liston era considerado um ótimo cirurgião e de altíssima habilidade.

Em uma época, em que ainda não eram utilizadas anestesias, o médico chegou à conclusão de que a forma mais prática de aliviar o sofrimento dos pacientes, era realizando os procedimentos com rapidez. E nisso, ele era muito bom. Para se ter uma ideia, Liston conseguia amputar uma perna, em menos de dois minutos. Assim, ele expunha os pacientes a menores riscos, durante as cirurgias e a sua taxa de mortalidade, durante os procedimentos, era baixíssima.

Com isso, ele se tornou uma lenda e motivo de atração para estudantes de medicina, profissionais formados e curiosos. Esses se juntavam nas galerias das salas de cirurgia, para ver de perto o desempenho do Dr. Liston. Ele ficou conhecido como “A Faca Mais Rápida de West End”.

Previsivelmente, a velocidade dos procedimentos também poderia favorecer a imprudência. E assim, algumas das cirurgias do Dr. Liston acabaram da pior forma possível, pelo mesmo motivo que o tornou famoso. Um dos casos mais catastróficos foi a famosa cirurgia com taxa de 300% de mortalidade.

A cirurgia

opera%C3%A7%C3%A3o

A cirurgia era em um paciente, que precisava de uma rotineira amputação de perna. Liston encarou a situação, como fazia com todas as outras, mesmo o paciente sendo particularmente difícil de conter. Isso porque o homem se debatia fortemente, exigindo mais ainda do médico, inclusive mais agilidade e mais rapidez.

E foi assim, que ele acabou cometendo vários erros graves, ao cortar acidentalmente um assistente e um espectador. O espectador, que assistia a cirurgia, sofreu uma hemorragia e morreu no local, na mesma hora. Já o paciente e o assistente morreram dias depois, os dois infeccionados.

O caso ganhou notoriedade e se tornou o único exemplo de procedimento cirúrgico, já registrado, com taxa de mortalidade de 300%.

Fatos Desconhecidos