ASSALTANTE NÃO ESPERAVA QUE VÍTIMA FOSSE UMA LUTADORA DE UFC

48

Polyana Viana estava em frente ao prédio do seu apartamento, no Rio de Janeiro, esperando um Uber. Até que, de uma hora para outra, um homem se aproximou dela. Não demorou muito para que ele tentasse assaltá-la. Em entrevista ao site MMA Junkie, ela contou um pouco sobre como tudo aconteceu.

“Quando ele viu que eu notei sua presença, ele sentou-se ao meu lado. Ele me perguntou a hora, eu disse, e vi que ele não ia sair. Então, eu já coloquei meu celular na minha cintura. Então ele disse: ‘passa o telefone. Não tenta reagir porque estou armado’. Então ele pegou uma arma, mas percebi que era muito mole”, contou ela na entrevista.

O assalto

Polyana Viana é uma lutadora mista de MMA que, aos 26 anos de idade, coleciona recordes. A maioria das suas vitórias veio por finalização, sempre superando concorrentes desafiadores.

“Ele estava muito perto de mim, então eu pensei: ‘se é uma arma, ele não terá tempo de usá-la’. Então eu me levantei. Dei dois socos e um chute. Ele caiu, então eu o peguei em um mata-leão. Depois sentei-o no mesmo lugar em que estávamos e disse: ‘agora vamos esperar pela polícia'”.

Após subjugá-lo, ela descobriu que a suposta arma era de papelão.

Pós-assalto

O presidente do UFC, Dana White, compartilhou uma foto de como o assaltante ficou depois de tentar a assaltar a lutadora:

Viana viu pessoas passando pela rua e pediu para chamarem a polícia. O homem, por incrível que pareça, também estava ansioso pela chegada da polícia. Ele estava com medo que ela batesse mais nele. Apesar de tudo, o episódio terminou tudo bem. O homem foi preso e a lutadora já voltou a treinar.

FATOS DESCONHECIDOS

COMPARTILHAR