As irmãs que salvaram uma ilha sozinhas agora são conhecidas

97

Bali, uma ilha da Indonésia, finalmente tomou uma decisão importante que, talvez, o resto do mundo devesse copiar. O local proibiu completamente o uso de sacolas de plástico. Mas a decisão foi tomada depois de um longo processo de discussão.

A história começou com duas garotas comuns, bem novas. Melati e Isabel Vijsen tinham 10 e 12 anos quando começaram uma campanha chamada Bye Bye Plastic Bags, que trabalha contra a poluição da ilha.

Mas a história não é tão simples assim, ou você acha que a campanha fez sucesso espontaneamente? Para atrair a atenção das pessoas, as garotas chegaram a fazer uma greve de fome.

Acredite, elas conseguiram falar alto o suficiente para que todo o planeta Terra as escutasse.

Irmãs gêmeas

Para começo de conversa, devemos salientar que a Indonésia é um dos maiores produtores de resíduos plásticos do mundo. Bali produz 680 metros cúbicos de lixo por dia, isso é o equivalente a um prédio de 14 andares. Apenas 5% desse lixo é reciclado. Após o uso, quase todo o plástico cai no oceano. Consequentemente, Bali e outras ilhas indonésias são cobertas com uma espessa camada de plástico.

Melati e Isabel Vijsen nasceram em Bali. A relação das duas com a ilha é muito forte, e por isso, foi doloroso para elas ver a praia danificada por causa do lixo. Em 2013, depois de uma aula sobre líderes mundiais como Nelson Mandela e Lady Diana, as irmãs se perguntaram: “O que podemos fazer pela nossa ilha agora?”. Assim, nasceu a ideia do projeto Bye Bye Plastic Bags, cujo objetivo era banir as sacolas plásticas de Bali.

A primeira ação das garotas foi fazer uma petição ao governador sobre essa proibição. Apesar de conseguirem coletar mais de 100 mil assinaturas, o governador não considerou a petição por um ano e meio. “O lixo é um fenômeno natural”, disse ele. As irmãs entraram em greve de fome até que o governador revesse a decisão. Elas relataram sua greve de fome nas redes sociais. Um dia depois, foram levadas ao gabinete do governador, que agradeceu às meninas pela persistente luta e assinou o documento oficial.

O plástico

As irmãs também reuniram uma equipe de jovens e organizaram incursões para limpar as praias. Seu maior sucesso foi a campanha pela coleta de lixo, onde conseguiram reunir 12 mil voluntários. As irmãos, que são gêmeas, também organizaram palestras educativas e apresentações sobre os perigos do uso do plástico e apresentaram nas escolas, nos festivais e nas praias da ilha.

Elas também distribuíram materiais orgânicos e adesivos colados com seu logotipo nas portas de lojas e restaurantes livres do plástico. Elas receberam o apoio de muitas pessoas e empresas famosas, e agora, estão trabalhando em colaboração com a ONU. Elas inclusive chegaram a se apresentar no TED e em vários eventos na Índia, no Reino Unido e nos Estados Unidos.

As meninas receberam o prêmio alemão Bamby, em 2017, pelo feito. Bye Bye Plastic Bags é agora uma grande organização com filiais em vários países. “Provamos que as crianças podem fazer qualquer coisa. Não deixe ninguém dizer que você é muito jovem e não entende alguma coisa”, disseram as irmãs. “Nós não dizemos que é fácil. Mas nós dizemos que vale a pena”, completou.