A LUA E SEUS ESTRANHOS EFEITOS NA SAÚDE

50

Ao longo dos séculos, pesquisadores conseguiram comprovar que a força gravitacional da Lua é responsável por elevar as marés e até influenciar a alimentação de ostras e outras espécies marítimas.

E quanto aos seres humanos? Nós podemos observar essa influência cósmica em nossa saúde? Os efeitos do ciclo lunar na vida de mulheres e homens é um tópico que gera muita polêmica dentro da comunidade científica.

Ciclo menstrual e as fases lunares

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Por muito tempo acreditou-se que as fases da Lua e os ciclos menstruais femininos estariam sincronizados. Inclusive, muitas mulheres esperavam pelo período lunar correto para maximizar as suas chances de engravidar.

Então, o satélite influencia mesmo a fertilidade feminina? Essa é uma pergunta não totalmente respondida. As fases lunares e o ciclo menstrual possuem algumas peculiaridades em comum. Por exemplo, enquanto o corpo feminino leva, em média, 28 dias para entrar em um novo ciclo, a Lua leva 29,5 dias para passar por todas as suas fases.

Em 2005, um estudo feito no Nepal indicou que mulheres que engravidavam durante a lua cheia tinham mais chances de terem filhos homens, enquanto as que concebiam em outras fases costumavam dar a luz à mulheres. 

Entretanto, ainda não existe nenhuma comprovação científica de que o ciclo lunar realmente exerça um papel fundamental no corpo feminino.

Lua cheia e a insônia 

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Assim como na mitologia a lua cheia costuma transformar um homem em lobisomem, existe uma crença na cultura popular de que essa fase lunar seja responsável por aumentar os casos de insônia e distúrbios do sono.

Um estudo publicano da Sleep Medicine, em 2014, analisou a qualidade do sono de 319 participantes durante as diferentes fases do astro. Em geral, os indivíduos analisados mantiveram-se acordados ou em um estado de sono leve por maior parte do tempo justamente na lua cheia.

Segundo o pesquisador da Universidade de Basel, na Suiça, Christian Cajochen, durante esse período as cobaias demoraram 5 minutos a mais para começar a dormir e tiveram uma queda de 20 minutos no sono. Em entrevista para o canal britânico BBC, Cajochen garantiu que a Lua aparenta ter efeitos no sono humano mesmo quando o indivíduo não consegue vê-la ou não tem conhecimento sobre sua atual fase.