A HISTÓRIA DO HOMEM QUE PASSOU 40 ANOS TRANSFORMANDO UMA ILHA DESERTA EM UMA FLORESTA GIGANTE

180

1551131254938039

Muitas pessoas não ligam muito para as causas ligadas ao meio ambiente e até mesmo julgam como sendo esta uma causa perdida. Porém, é importante nos lembrarmos que os desequilíbrios causados pela ação do homem têm gerados diversas consequências, e que nós também somos ou seremos afetados por elas.

Por sorte, Jadav Molai Payeng, da tribo Mishing, pensa de modo diferente e fez uma verdadeira revolução na maior ilha fluvial do mundo, a Ilha de Majuli, que fica localizada no nordeste da Índia. A ilha sempre foi um lugar seco, arenoso e basicamente estéril devido às erosões causadas pelo rio Brahmaputra, um afluente do rio Ganges.

O sonho de Jadav

10246010 image crop 1513x1385 1550669105 728 9ccddae2af 1550735537

Especialistas acreditavam que a ilha pudesse ser completamente tomada pelas águas em cerca de 15 ou 20 anos.E foi quando Jadav decidiu que faria algo para mudar isso. Aos 16 anos, Jadav testemunhou algo muito triste e que o deixou muito impressionado: diversas cobras mortas espalhadas ao longo da Ilha de Majuli. Inundações arrastaram os animais para a ilha e devido ao calor e à falta de sombra, as cobras morreram.

10246060 image crop 2409x2220 1550669135 728 ad3867d222 1550735537

Com isso, Jadav tomou uma decisão para sua vida. Ele transformaria a ilha arenosa e estéril em um lugar verde e cheio de vida. Para isso, ele plantaria uma árvore por dia. Seu grande sonho teve início em 1979, e 40 anos depois, ele transformou sua meta em realidade através da Floresta Mulay, de cerca de 550 hectares (aproximadamente 1.400 acres). Ela é maior do que o Central Park, em Nova York, nos EUA, e é 12 vezes o tamanho da cidade do Vaticano.

jadav payeng india 005

Além de transformar drasticamente a paisagem, a iniciativa de Jadav ajudou a preservar o ecossistema local e a fauna nativa. O lugar se tornou lar de tigres de bengala, veados, rinocerontes, abutre, elefantes, diversas espécies de aves, cobras, entre outros animais. A missão iniciada por Jadav ainda trouxe outro beneficio para a ilha.

O florestamento

jadav payeng india 007

O florestamento tornou o lugar mais seguro, uma vez que as árvores ancoram na ilha ao continente e protegem a área da erosão. É impressionante ver como a vida tem se transformado na Ilha de Majuli. Este presente dado por Jadav à natureza por muito tempo esteve escondido como um segredo. Graças ao fotojornalista indiano Jitu Kalita, hoje temos noção das transformações que estão acontecendo no lugar.

10246110 image crop 2000x2004 1550669172 728 99deb447b5 1550735537

Kalita descobriu a floresta em uma viagem para fotografar pássaros em 2007. Seu instinto jornalistico o fez então criar um documentário sobre o trabalho que Jadav estava realizando na ilha, que foi chamado de Forest Man, algo como Homem da Floresta, em livre tradução, e foi lançado em 2013.

DE10PERISCOPEPAYENG

Os esforços de Jadav ao longo de todos esses anos já estão bem evidentes e não passaram despercebidos. Seu trabalho foi reconhecido pelo ex-presidente da Índia, A. P. J. Abdul Kalam, que lhe deu o título: Homem da floresta da Índia. Definitivamente, o que Jadav fez por essa ilha poderia servir de inspiração para que todos nós pudéssemos contribuir com o meio ambiente e assim preservar a vida na Terra como um todo.

10245410 83243810 ef72646e816b8046470a0e171e957ab5a64b7841 1500 1 1550651062 728 6213ca5e92 1550735537