8 filmes péssimos que nós secretamente amamos

180

Quem não ama um bom filme? Muita gente trabalha a semana inteira pensando no fim de semana, quando poderá ir até o cinema ver aquele filme que está todo mundo falando ou então acessar sua Netflix e curtir um longa debaixo do cobertor mesmo. Afinal, uma coisa é certa, todo mundo gosta de filme bom. Ou será que não é bem assim? Na prática, todo mundo quer dedicar algumas horas da sua vida por uma obra que realmente valha a pena. Tudo bem, não precisa ser só “Cidadão Kane” e “O Poderoso Chefão“. Mas pelo menos um filme decente, como qualquer longa do Paul Thomas Anderson.

Na realidade, nós também gostamos um pouco de filmes ruins. Não acredita? Talvez você não tenha percebido, mas existe dentro de você aquela vontade de ver uma obra bem mequetrefe, porém, que vai satisfazer o seu desejo por algo bem “trash” e leve. Mais do que isso: existem filmes que são realmente uma bela caca (descubra o palavreado, me exaltei um pouquinho), mas que nós adoramos de paixão. A verdade é que essa matéria é exatamente sobre esse tipo de filme. A Fatos Desconhecidos fez uma lista com 7 longas que são péssimos, mas nós amamos do fundo dos nossos corações.

1 – Como se Fosse a Primeira Vez

Para começar essa lista, ninguém melhor do que o rei dos filmes ruins que nós amamos: Adam Sandler. Ao lado da talentosa Drew Barrymore, o comediante lançou, em 2004, o aclamado “Como se Fosse a Primeira Vez“. O longa conta a história do casal formado por Henry Roth (Sandler) e Lucy Whitmore (Barrymore). Eles só têm um um problema: ela sofre de perda de memória recente, e obriga o rapaz a conquistá-la todos os dias.

Eu sei, esse é um clássico da comédia que nós amamos, mas você precisa admitir: o filme é ruim. Apesar da premissa interessante, o roteiro é aquele básico e repetitivo dos filmes de Sandler, além das viradas nada complexas. É como dizem: é ruim, mas é bom.

2 – As Branquelas

As Branquelas” é uma das melhores comédias já feitas na história do cinema, e ainda assim, é ruim, viu?! O longa também é de 2004, e apresenta dois irmãos agentes do FBI, Marcus (Marlon Wayans) e Kevin Copeland (Shawn Wayans), que são forçados a escoltar um par de socialites para Hampton. Quando as meninas descobrem o plano do FBI, elas se recusam a ir. Sem opções, os irmãos decidem se vestir como irmãs, transformando-se de homens afro-americanos em um par de loiras.

O longa é uma comédia escrachada, que não possui nenhuma sofisticação técnica ou no texto, porém, que ganhou nossos corações por um motivo simples e essencial: nos faz rir, muito.

3 – Jimmy Bolha

No longínquo 2001, Jake Gyllenhaal estrelava um dos seus primeiros longas que é realmente uma negação de ruim, porém, que se tornou bem afetivo para nós.  A história, simplesmente, é sobre um garoto (Jake) que tem um doença imunológica e foi criado (literalmente) dentro de uma bolha por sua mãe. Acontece que o garoto se apaixona e tudo o que mais deseja é ir atrás do seu amor. Ele constrói uma bolha para poder viajar pelo país atrás de sua amada.

O filme era um clássico do SBT no início dos anos 2000, e fez a infância de muito marmanjo feliz, mas a verdade é que esse filme é bem tosco. Toscamente bom.

4 – Scooby-Doo! O Filme

Scooby-Doo! O Filme, de 2002, foi realmente aguardado por muita gente. Todos esperavam muito para ver Scooby e sua turma tentando caçar o monstro (e a pessoa por trás da máscara) no cinema. Acontece que o filme não agradou nada a crítica. Apesar de também receber críticas negativas do público, o filme replica os episódios do desenho e aquecem o coração de todo mundo que gosta dessa turma. Sim, nós gostamos dessa pequena bomba.

5 – Lua de Cristal

“Tudo o que eu quiser, o cara lá de cima vai me dar…”. Não adianta fingir, eu sei que provavelmente agora você está cantando essa música na sua cabeça. “Lua de Cristal“, de 1990, é o filme mais clássico da Xuxa, e mesmo todo mundo sabendo que é bem meia boca, todos amam de paixão. Além da música icônica e da Xuxa como protagonista, é o único lugar da sétima arte onde podemos ver Sérgio Malandro fazendo um papel de galã. A seguir deixo a música tema do filme para você matar a saudade:

6 – Anaconda

Em 1997, estreava “Anaconda” e todo mundo ficou eufórico por existir um filme de “terror” com uma cobra gigante e assassina. É ruim? É! Os efeitos especiais são ruins? São. O roteiro é fraco? Fraquíssimo. Mas o que podemos fazer se o nosso coração gritou mais alto?

7 – Joe e as Baratas

“Joe e as Baratas”, de 1996, conta a história de um azarado que se muda para um novo apartamento em Nova York, infestado por milhares de baratas surreais que cantam e dançam. Ao se tornarem amigos, os insetos acabam mudando a sorte de Joe e o ajudam a conquistar uma linda moça. Só a sinopse já deixa claro o quanto o filme é bizarro e ruim. Mas se só pela sinopse você já não se sentir atraído, você tem sérios problemas. Esse filme é um dos melhores lixos que o cinema já fez.

8 – O Ataque dos Tomates Assassinos

Você já assistiu “O Ataque dos Tomates Assassinos“, de 1978? Se não, veja essa sinopse: “a situação está saindo do controle no departamento de agricultura, e tomates estão atacando as pessoas. Os tomates crescem indefinidamente e atingem circunferências enormes, atirar com espingardas e outras armas de fogo já não adianta mais”. Fala a verdade: o quanto isso parece ruim e fascinante ao mesmo tempo?