7 COISAS QUE VOCÊ NÃO SABIA SOBRE O RELACIONAMENTO DE BATMAN E MULHER MARAVILHA

228

Relacionamentos amorosos entre super-heróis são bastante comuns nos quadrinhos, animações e agora em filmes. Infelizmente, é triste constatar o quanto vários roteiristas precisam aprimorar essa área. Com frequência nos deparamos com arcos sem sentido, conflitos bobos e motivos ainda mais absurdos. Mas vamos com fé que um dia melhora! Batman e Mulher Maravilha é apenas um exemplo em meio a tantos.

Os dois heróis são membros fundadores da Liga da Justiça, cada um possui sua área de especialidades e são fundamentais para a equipe. Batman e Mulher Maravilha trabalham muito bem juntos mas, algumas vezes, acabam se desentendendo. Eles também já foram colocados em arcos mais românticos, o que não rendeu muito. A seguir, veja algumas curiosidades sobre a relação de ambos.

1 – Primeira parceria

Batman teve sua primeira aparição nos quadrinhos em maio de 1939, e a Mulher Maravilha em dezembro de 1941. Apesar do curto intervalo de criação entre eles, os heróis uniram forças somente cerca de três décadas mais tarde. A primeira parceria deixou bastante a desejar. Na época, as mulheres na cultura pop ainda eram vistas como frágeis e necessitadas do auxílio masculino para lidar com situações extremas. Até mesmo a Mulher Maravilha. Os dois enfrentaram um vilão classe C e Diana ainda teve atrito com Batgirl por ciúmes do Batman. Felizmente, esses dias ficaram para trás!

2 – Ela poderia perder seus poderes se ficasse com Bruce

Mulher Maravilha passou por várias reformulações ao longo do tempo. Ela teve origens, poderes e habilidades alteradas durante seus anos em atividade. Logo quando foi criada, uma das leis pelas quais as amazonas eram regidas era a Lei de Afrodite. Ela previa que, caso a Mulher Maravilha ficasse com algum homem, seria privada de suas forças e poderes. No entanto, a tal lei nunca chegou a ser comprovada. Algumas acreditavam que ela não passava de um mito. A Lei de Afrodite deixou de ser usada definitivamente a partir da década de 1980.

3 – As versões de Adam West e Lynda Carter nunca se encontraram

Os dois heróis tiveram séries de sucesso na televisão durante a década de 1960-70. O programa do Batman foi estrelado por Adam West e foi ao ar entre 66 e 68. Já Mulher Maravilha foi vivida por Lynda Carter e exibida entre 77 e 79. Muitos fãs desejaram o encontro de ambos em algum episódio especial, algo que nunca aconteceu. Carter quase chegou a fazer uma participação especial no longa animado Batman vs. Duas Caras. No final, a ideia foi descartada e esse foi o último trabalho de West como Batman antes de sua morte.

4 – A Mulher Maravilha é a mais poderosa entre os dois

Sim, sabemos que o Batman é durão, o alfa do bando, pode derrotar quem quiser, quando quiser, onde quiser e mais milhares de coisas. Mesmo assim, é preciso reconhecer a diferença de poderes entre os dois. Batman é tão adorado porque é apenas um humano andando (e lutando) com deuses. Diane Prince é uma semideusa e, em questão de força e poder, é muito superior ao Cavaleiro das Trevas. Embora Batman tenha o intelecto mais elevado que a média humana e seja um excelente estrategista, a amazona tem suas vantagens. Mulher Maravilha foi treinada desde pequena para ser uma guerreira, mas não apenas na batalha física. Diana aprendeu estratégias de guerra, técnicas militares e conhece como ninguém a história do mundo. Batman sabe que qualquer membro da Liga da Justiça original consegue derrota-lo facilmente. E é por isso que ele precisa estar um passo à frente deles e sempre se esforçar mais.

5 – Mulher Maravilha visualizou seu futuro com Batman

Mulher Maravilha já usou uma máquina dos sonhos para ver como seria seu futuro com Batman. Na edição Justice League #90, de 2004, a heroína está confusa sobre seus sentimentos em relação a Bruce. Em busca de respostas, ela utiliza um dispositivo previamente introduzido na história e visualiza um futuro hipotético. Basicamente, ela não viu nada que valesse a pena abrir mão do presente para viver tal ilusão.

6 – Batman já cantou para salvar Mulher Maravilha

Em um dos episódios mais estranhos da série animada Liga da Justiça, o Cavaleiro das Trevas precisa soltar a voz. Na história, Diana foi transformada num porco pela feiticeira Circe. Ao invés de ter um duelo tenso com a vilã, Batman sobe no palco e começa a cantar. Em frente de uma plateia cheia, o herói faz uma performance emocionante e consegue reverter o quadro da amiga. Solidããããão…

7 – Ambos chegaram à conclusão que são melhores como amigos

Batman e Mulher Maravilha já flertaram e deram uns amasso aqui e ali. A relação entre eles evoluiu bastante ao longo dos anos, a medida em que eles próprios amadureceram como personagens. Nenhum deles chegou a sofrer por amor não correspondido: no máximo alguma confusão em relação aos sentimentos. Depois de tantas experiências juntos, ambos concluíram que o que melhor era permanecer como amigos.