7 coisas estranhas que só existem na Rússia

119

Cada país tem suas particularidades, dependendo do contexto histórico e cultural. Nós tendemos a enxergar o desconhecido como estranho ou extraordinário, mesmo que também fomentemos tradições “singulares”. O ritual de acompanhar os jogos da seleção brasileira como se fossem feriados nacionais pode ser visto como bizarro em diferentes partes do mundo. No entanto, como estamos acostumados, não conseguimos ver estranheza em coisas do tipo. Nós temos a consciência disso, não é? Até agora, nada do que fora escrito aqui é uma grande novidade. Acontece que alguns países nutrem tradições entendidas como bizarras em todas as partes do globo terrestre, exceto no próprio país onde isso é originado. A Rússia é composta por várias competições, ambientes e manias que não são nada comuns. Por essa razão, montamos uma lista com 7 coisas estranhas que só existem na Rússia.

Claro que não cabe a nós realizarmos qualquer juízo de valor, mas é difícil que coisas tão estranhas passem despercebidas. Algumas das singularidades na Rússia são tão estranhas que realmente não existem em nenhum outro lugar do mundo. Isso porque a maioria dos países nem sequer imaginaria situações onde uma modalidade de natação ocorre com bonecas infláveis. Entende o meu ponto?

1- Museu sobre a vodka russa

Existe um museu dedicado à vodka Em São Petersburgo. Segundo a Atlas Obscura, o ambiente “narra” a história da bebida russa, desde suas origens até o seu lugar na cultura moderna. O museu é abastecido com garrafas de vodka, copos e rolhas de todas as formas e tamanhos. Inclusive, há garrafas em forma de pessoas, de armas e rolhas que se parecem com animais. Ao final da turnê pelo espaço, algumas vodkas também podem ser degustadas.

2- Competição com bonecas infláveis

Mesmo no verão, os lagos e rios da Rússia são bem frios. “Ob”, rio próximo de Novosibirsk, apresenta cerca de 17º C em agosto. Ainda assim, os russos construíram um estranho desafio de natação nas águas deste rio no mês em que mais se faz frio. De acordo com Oddity Central, a competição é chamada de Bubble Woman Challenge. Os participantes devem nadar 100 metros usando um dispositivo de flutuação que é… uma boneca inflável.

Não parece, mas isso é mais desafiador do que se imagina. Essas bonecas não são exatamente projetadas para serem manobráveis ??na água, o que torna tudo mais interessante. Os primeiros cinco nadadores a alcançarem o outro lado da linha de chegada recebem um prêmio em dinheiro. Essa é uma das coisas estranhas que só existem na Rússia.

3- Museu que incentiva a higiene pessoal

Nossos pais geralmente nos ensinam tudo o que precisamos saber sobre higiene. Na Rússia, porém, fora construído um museu sobre saúde e cuidados pessoais. De acordo com Saint-Petersburg.com, alguém teve a brilhante ideia de criar uma exposição sobre higiene em 1877, que evidentemente foi um sucesso a ponto de transformar tudo em um museu. Há exibições de doenças infecciosas com o objetivo de ensinar ao público consequências quanto aos hábitos ruins.

4- Lago Karachay

Segundo a Atlas Obscura, os russos despejaram resíduos nucleares no Lago Karachay, de 1951 a 1953. O Worldwatch Institute em Washington D.C. afirma, inclusive, que as águas da região são as mais poluídas da Terra. Mesmo cobrindo uma área muito menor que o desastre de Chernobyl, o nível de radioatividade é equiparável em ambos os lugares. Se você tentasse nadar no Lago Karachay, receberia uma dose letal de radiação depois de aproximadamente uma hora.

5- Espetáculo felino

Existem pessoas em Moscou que não só descobriram como treinar gatos, mas também montaram um espetáculo de felinos. De acordo com Moscovery, o Yuri Kuklachev Cat Theatre é um dos únicos shows do gênero em todo o mundo. O espetáculo “emprega” 200 gatos de 38 raças diferentes. Eles podem pular através de aros, andar de skate e andar na vertical. Essa é uma das coisas estranhas que só existem na Rússia.

6- Suco de árvore

Segundo a Russiapedia, o sok beryozovy ou “suco de bétula”, é a seiva da árvore de vidoeiro, que é doce como o xarope. No entanto, é estranhamente mais aguado. Já foi usado para rituais pagãos, mas hoje é colhido e vendido como uma bebida cotidiana. Você não precisa viajar até a Rússia para obter o suco. Inclusive, se tornou moda em alguns outros lugares ao redor do mundo. Claro que os russos alegam que a experiência não é a mesma, pois o material é engarrafado e pasteurizado.

7- Corpo de Vladimir Lenin em exposição

Após a morte do revolucionário Vladimir Lenin, em 1924, os russos decidiram embalsamar o corpo e colocá-lo em exposição. De acordo com o Mental Floss, a Rússia gasta cerca de R$ 768 mil por ano para manter a aparência de Lenin. É um empreendimento tão grande que há um laboratório biomédico em Moscou dedicado a criar técnicas de preservação de ponta apenas para seu corpo. Ele tem que ser embalsamado a cada dois anos e, às vezes, eles chegam a trocar seus cílios.