7 CIVILIZAÇÕES ANTIGAS QUE SACRIFICAVAM CRIANÇAS

186

aztec human sacrifice hero e1548096426799

Muitas vezes olhamos para as práticas antigas, principalmente as, digamos, mais selvagens, com olhar de reprovação. Obviamente, estamos lidando com um outro recorte de espaço e tempo, onde tais práticas eram vistas como normais e muitas vezes como uma forma de honra e orgulho para quem as praticava.

Muitas dessas práticas, como os sacrifícios, eram feitos em nome dos deuses e da religião daquelas civilizações. Eles buscavam muitas vezes terem seus pedidos atendidos pelos deuses, oferecendo a carne e/ou sangue humano. Alguns povos, inclusive, davam como oferta a tais divindades as crianças. Pensando nisso, hoje trouxemos para vocês algumas civilizações da antiguidade que faziam sacrifícios humanos infantis. Confira!

1 – Babilônios

babilonia localizacao

A Babilônia já foi uma das forças mais poderosas da Terra. Mas possuíam costumes extremamente primitivos para os dias atuais. Eles faziam sacrifícios humanos à sua principal divindade, Marduk, entre outros nomes de seu panteão.

No final do Império Babilônico, em alguns festivais, como o do fogo, eram realizados sacrifícios de crianças para o deus Anu. As primeiras menções sobre sacrifícios humanos na Babilônia datam do século 23 a.C.

2 – Astecas

The skull of the Aztec child sacrifice

Os Astecas provavelmente eram a civilização mais conhecida em questões ligadas a sacrifícios humanos, comumente ligados às questões religiosas. Em 2017, foi encontrado um artefato arqueológico no sopé do Templo Mayor, em Tenochtitlán, antiga cidade Asteca, localizada onde hoje é a Cidade do México.

No local, foi encontrado um fóssil de uma criança, conhecida como Oferta 176, que supostamente foi sacrificada em 1400. Esta foi uma época de expansão do povo Asteca e muitas crianças foram sacrificadas.

3 – Canaã

8b child sacrifice to moloch canaan

Canaã é a terra sagrada prometida na bíblia e fica localizada onde hoje é o atual Líbano, Síria, Jordânia e Israel. Nas escrituras sagradas cristãs, existem diversas referências a um antigo deus chamado Moloch, a quem eram feitos sacrifícios humanos. Este deus já foi referido como “deus do sacrifício de crianças”. Aparentemente, ele ficava “muito feliz” em receber tal oferenda.

4 – Maias

Seibal

Os Maias surgiram cerca de 1500 anos após os Olmecas e teriam dado continuidade às práticas de sacrifícios de humanos para seus deuses. Arqueólogos descobriram pedras obsidianas enterradas em locais de sacrifício de crianças para os deuses. Tais sacrifícios eram feitos porque eles acreditavam que o sangue das crianças dava ainda mais força aos seus deuses.

5 – Incas

article 2179217 0048F27D00000258 499 634x528

Aparentemente, nos sacrifícios realizados por esta civilização, apenas as crianças eram oferecidas. Tal prática ainda era recorrente quando os colonos europeus chegaram em suas terras. As crianças mais fortes e saudáveis eram “as prediletas” dos deuses e para a família da criança era uma honraria servi-los. Os colonizadores europeus tentaram parar tais práticas. No entanto, elas ainda continuaram a ser realizadas em segredo.

6 – Toltecas

4a toltec child skeleton

Os Toltecas surgiram antes do reinado asteca no México. Eles comandavam a região entre os séculos X e XII e, aparentemente, os sacrifícios infantis eram um elemento básico de sua cultura. Assim como outras civilizações anteriores a eles. Cerca de 24 restos mortais de crianças foram encontrados perto de Tula, no México, em uma vala. Os cientistas acreditam que essas crianças tenham sido uma oferenda aos deuses por volta de 950 d.C. e 1150 d.C.

7 – Israelitas

The Israelites offering sacrifices 002

No passado, os Israelitas frequentemente praticavam sacrifícios humanos, até o decreto em levítico. Crianças também eram ofertadas para o deus estrangeiro Baal. Até mesmo na bíblia, são encontradas referências de tais atos. Foram encontradas algumas escrituras que endossavam que tais sacrifícios ocorriam, apesar de estudiosos negarem veemente tais alegações.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.