7 celebridades brasileiras que já foram sequestradas

142

Muita gente tem a ilusão de que a vida das celebridades é só glamour, luxo, dinheiro e fama. É claro que esses são os pontos positivos, afinal, quem não gostaria de ser adorado por muitas pessoas e ser pago por isso? Mas acontece que a fama também tem o seu preço, e muitas vezes, ele é bem alto. Muitos acreditam que a perda da privacidade é o pior deles. Ser reconhecido até quando se vai à padaria comprar pão, ou ter a sua vida íntima exposta nas manchetes dos principais jornais não deve ser algo tão legal assim. Mas mesmo cercado de tudo que a fama pode proporcionar, as celebridades não estão imunes a serem vítimas de violência.

Em um mundo cada vez mais violento, casos de violência contra celebridades são mais comuns do que se imagina. Muitos famosos da música, da televisão e figuras influentes nesse meio já foram vítimas de sequestradores e passaram verdadeiros momentos de terror nas mãos de criminosos. Algo que é curioso, porque ao mesmo tempo em que essas pessoas são “alvos” óbvios, elas acabam também sendo improváveis. São pessoas com dinheiro e condições de pagar o resgate, mas a maioria delas, sabendo do perigo que correm, contam um forte esquema de segurança. Mas em alguns casos isso não impede que elas acabem sofrendo esse tipo de violência. Confira a seguir 7 celebridades brasileiras que já foram sequestradas.

1 – Patrícia Abravanel

A jornalista e apresentadora do SBT foi sequestrada quando estava saindo de sua casa no Morumbi, zona de sul de São Paulo. A filha do apresentador Silvio Santos foi levada pelos criminosos em seu próprio carro. Patrícia ficou sob custódia dos criminosos durante sete dias. Ela só foi libertada depois que o seu pai pagou o resgate no valor de R$ 500 mil. Depois de receber o dinheiro, o sequestrador invadiu a casa de Silvio Santos e o manteve como refém durante 7 horas. Na ocasião, o governador do estado na época, Geraldo Alckmin, e o então secretário de Segurança Pública, Marco Vinício Petrelluzzi, foram chamados para participar da negociação. Felizmente, o sequestrador se rendeu e ninguém se feriu.

2 – Wellington Camargo

Em 1998, o cantor Wellington Camargo, irmão dos cantores sertanejos Zezé di Camargo e Luciano, foi sequestrado em Goiânia por quatro homens armados. O cantor foi mantido como refém durante meses, e só foi libertado depois do pagamento do resgate no valor de 300 mil dólares (aproximadamente R$ 500 mil na época). Esse foi um dos casos de sequestros de celebridades mais marcantes do Brasil. Isso porque, devido à demora do pagamento, os sequestradores chegaram a cortar parte da orelha de Wellington para forçar a família a pagar o resgate.

3 – Washington Olivetto

Em dezembro de 2001, o publicitário Washington Olivetto foi sequestrado em São Paulo. O homem foi abordado por homens disfarçados de policiais em uma falsa blitz. Ele foi levado para uma casa na zona sul da cidade, e foi mantido em cativeiro durante dois meses. O seu sequestro acabou em fevereiro de 2002, quando os sequestradores deixaram a casa. O publicitário percebeu que estava sozinho e começou a gritar por socorro. Uma vizinha da casa o ouviu e chamou a polícia. Durante esse tempo, Olivetto viveu em condições precárias em um cativeiro de 3 metros quadrados.

4 – Abílio Diniz

O empresário Abílio Diniz foi sequestrado por bandidos em 1989. Ele foi mantido como refém durante 10 dias, e os sequestradores exigiam um pagamento de 10 milhões de dólares para soltar o empresário. A polícia conseguiu localizar o cativeiro onde o empresário estava preso. Uma operação, que durou 36 horas, terminou com os sequestradores se rendendo e Abílio sendo libertado.

5 – Emílio Orciollo Netto

Em 2009, o ator global Emílio Orciollo Netto foi vítima de um sequestro relâmpago. Ele foi abordado por dois homens enquanto entrava no seu carro. Os homens rodaram pela cidade com o ator por cerca de meia hora, e depois o liberaram. O ator contou que eles levaram um par de tênis, um aparelho celular, dinheiro e joias. Inclusive um dos homens se disse fã do ator.

6 – Marina da Silva de Souza

Em novembro de 2004, a mãe do jogador de futebol Robinho, Marina da Silva de Souza, foi sequestrada em sua própria casa, no litoral paulista. Ela ficou sob custódia dos sequestradores durante 41 dias, e só foi libertada após o pagamento do resgate, no valor de R$ 200 mil.

7 – Edevair de Souza Faria

O pai do jogador Romário, Edevair de Souza Faria, foi sequestrado no Rio de Janeiro, em maio de 1994. Os sequestradores pediram 7 milhões de dólares para liberar o pai do jogador. Na época, Romário estava se preparando para a Copa do Mundo. O jogador chegou a pedir ajuda de traficantes para encontrar o cativeiro do pai. Por fim, a polícia localizou o local seis dias depois e libertou o pai do atleta.