7 brinquedos que parecem ”inocentes” mas que foram proibidos

155

Brinquedos são objetos criados com o único, e exclusivo, intuito de entreter e divertir crianças (e às vezes adultos). Então, espera-se que eles sejam seguros para que os pequenos não se machuquem enquanto brincam. Mas, nessa vida, tudo pode ser perigoso. Se tirar como base aquele velho ditado, que diz que “tudo é divertido até que alguém perca um olho”, até os brinquedos podem ser perigosos. Não é por acaso que muitos brinquedos são proibidos para crianças. Por mais inofensivos que possam parecer, alguns objetos representam um grande perigo para as pessoas, principalmente os pequenos.

Temos vários casos de brinquedos que causaram fraturas, envenenamentos e até queimaduras. Os fabricantes de brinquedos projetam alguns objetos realmente perigosos, sem pensar nas consequências que isso pode trazer aos consumidores. Muitos nem se preocupam se esses brinquedos podem ser liberados, ou não, ao público em geral, e principalmente para as crianças que são o foco desses produtos. Confira a seguir, 7 brinquedos infantis que parecem inofensivos, mas que são tão perigosos que foram até proibidos.

1 – Pulseiras de pressão

As pulseiras de pressão, feitas com molas em várias cores, com versões em plástico ou tecido, foram muito populares entre as crianças na década de 1990. E, depois nos anos 2000, teve um retorno, mas por tempo limitado. Esses braceletes podiam ser batidos no seu pulso, para que se enrolassem no lugar para juntar as partes. Mas acabou sendo proibido, depois de vários casos em que pessoas se cortaram com a pulseira.

2 – Estilingue 

O estilingue é um brinquedo muito antigo e popular no Brasil. Hoje em dia quase não se vê mais, apenas um outro, feito pelas crianças mesmo. Mas acontece, que o estilingue é muito mais do que um brinquedo, muitas legislações inclusive o consideram uma arma. O “brinquedo é proibido em vários países” e pode causar graves ferimentos a pessoas e animais.

3 – Bonecas infantis hora do lanche

As bonecas infantis “hora do lanche” foram bastante populares entre as crianças, há alguns anos atrás. A boneca tinha uma boca motorizada para “mastigar” comidinhas de plástico. Porém, as crianças colocavam os dedos ou o cabelo na boca da boneca e ficavam presas, as machucando. Até que pararam de fabricar o brinquedo.

4 – Kit de exame de impressão digital CSI

O kit de exame de impressões, Digitais CSI, foi pensando para ser um brinquedo para crianças, mas não muito bem pensado. Isso porque a poeira da impressão digital era feita de um amianto super tóxico e mortal. Ou seja, não foi nem de longe uma boa ideia.

5 – Boneco do Fofão 

O Fofão foi um personagem muito popular em programas de televisão brasileiros, como o Balão Mágico e TV Fofão. Então, é claro que a sua imagem daria espaço a vários bonecos e outros produtos comerciais. No entanto, o que era para ser apenas mais um boneco engraçado acabou sendo envolvido em várias polêmicas. Muita gente afirmava que dentro do boneco havia uma faca que poderia machucar as crianças. Mas na verdade, o objeto era apenas uma haste para mantê-lo levantado. Enfim, o boneco acabou saindo de circulação por isso.

6 – Boia de bebê Aqua Leisure

A Aqua Leisure lançou uma boia especial para bebês feita de material de má qualidade e o resultado não poderia ser pior. Vários bebês se machucaram na boia e se afogaram depois de cair do brinquedo.

7 – Forninho Easy-Bake

Os forninhos Easy-Bake foram muito populares no passado, tanto que até foram votados no hall da fama dos brinquedos. Porém, a empresa fabricante, Hasbro, foi obrigada a retirar os brinquedos do mercado, depois de mais de 250 incidentes relacionados ao produto. Uma menina de cinco anos perdeu um dedo e várias outras crianças sofreram queimaduras graves.