Você viu? Uniforme de ciclistas gera polêmica

573

RTEmagicC_TwitterCiclistas.jpgO uniforme usado por ciclistas colombianas na Europa tem causado polêmica nas redes sociais no últimos dias. Com um design curioso, a roupa dá a impressão de que as atletas estão seminuas. Os modelos foram divulgadas pelo programa local Ultimo Kilómetro no Twitter.

Repleto de patrocínios, o uniforme tem as cores branca, amarela e vermelha, mas também conta com uma faixa que se confunde com a cor da pele das atletas, que vai do começo das coxas até o umbigo. No Twitter, internautas fizeram piada e reclamaram do uniforme da equipe IDRD, formada por Angie Rojas, Laura Lozano, Ana Cristina Sanabria, Argenis Orozco, Lina Dueñas e Luz Adriana Tovar. Elas disputam a Volta da Toscana, na Itália.

Revolta – Após a revolta nas redes sociais, o presidente da União Ciclística Internacional, Brian Cookson, se pronunciou. “Para aqueles muitos que reclamaram sobre a questão do uniforme de certa equipe feminina: estamos debruçados sobre o caso. É inaceitável para qualquer padrão de decência”, escreveu no Twitter.

Diretor da IDRD (sigla de Instituto Distrital de Recreação e Esporte), Aldo Cadena disse que a organização é apenas patrocinadora da equipe, afirmando que o grupo ciclístico pertence à Federação Colombiana de Ciclismo. “Não tivemos nada a ver com a escolha dos uniformes das jovens que estão disputando a Volta da Toscana. Como patrocinadores, não fomos consultados e nem aprovamos o desenho deste traje. Nos parece que o desenho não foi adequado para este tipo de competência e que, em vez de gerar interesse na participação e no desempenho esportivos das atletas, ele gerou revolta nas redes sociais”.(iBahia)

VEJA TAMBÉM

COMPARTILHAR