[Vídeo] Robô que sabe abrir portas agora consegue facilmente deter um ser humano

63

Qual o seu maior medo? Bem, muita gente tem medo de que em breve, as máquinas sejam capazes de superar os seres humanos. E pior ainda… Que se virem contra nós. Não sabemos se isso pode realmente acontecer, mas caso seja possível, é bem provável que tenha início em Massachusetts, nos Estados Unidos. Mais precisamente, entre os galpões da empresa Boston Dynamics.

Uma das maiores desenvolvedoras de engenharia robótica do mundo, é bastante conhecida por construir robôs com tecnologia avançada e características surpreendentes. Grande parte deles apresenta notável mobilidade, destreza, agilidade e velocidade. No entanto, a empresa ganhou ainda mais notoriedade nos últimos dias, devido a uma nova habilidade de um de seus robôs… Ele foi programado para abir portas.

Robô que supera um humano

O robô, chamado SpotMini, possui sua estrutura muito parecida com a de um cão. Foi apresentado pela primeira vez no ano de 2016, mas seu design sofreu alterações e foi melhorado em novembro do ano passado (2017). Logo no início do mês, a Boston Dynamics divulgou as melhorias que faria no robô. Ele foi visto pela primeira vez com um braço mecânico posicionado em seu torso. E por incrível que pareça, ele tem autonomia e agilidade suficientes para abrir portas e passar por elas.

Esta poderia ser uma habilidade comum e ver o robô fazendo isso poderia até ser fofo… A não ser pelo resultado de um teste conduzido pela empresa. Os engenheiros envolvidos no projeto começaram a se questionar como ele reagiria caso fosse atrapalhado. Como foi projetado para abrir portas, será que ele desistiria de fazer isso se fosse impedido por um humano? Eles quiseram pagar pra ver.

Um dos engenheiros tentou a todo custo, impedir que o SpotMini completasse sua missão. Tentou fechar a porta, interrompê-lo com algo que se parece um taco, e ainda tentou puxá-lo para longe. No entanto, nada disso pareceu dar muito certo. O robô é realmente insistente!

Um vídeo do teste foi divulgado no dia 20 de fevereiro e começou a perturbar pessoas pelo mundo todo. Como se não bastasse a resistência do robô, ainda há um momento em que o engenheiro puxa uma espécie de coleira, mas que na verdade, serviria para desligá-lo. Entretanto, aquilo não funciona. Confira tudo no vídeo abaixo:

Pareceu estranho pra você? Embora tenha sido um experimento um pouco despretensioso, o resultado foi capaz de nos mostrar o quando um robô pode ser eficiente e medonho ao mesmo tempo.

Minimizando a situação

Embora o robô não tenha atacado o engenheiro em nenhum momento, a preocupação de muita gente é que eles realmente possam ser programados para fazer isso. Se ele pode abrir portas e persistir nessa tarefa, o que poderia impedi-lo de perseguir um humano? Para isso, bastaria programá-lo e lhe dar uma arma não é mesmo? Embora possa ser uma questão considerável, é importante mencionar que o SpotMini não agia ali de forma completamente autônoma.

Para diminuir nosso medo, a pessoa que estava por trás das câmeras o controlava. Mas não em tudo. Quando ele se afastou da porta, a pessoa o controlou para que andasse até lá perto novamente. No entanto, ao chegar perto seu comportamento passou a ser completamente independente.

Em uma mensagem que acompanha o vídeo, a equipe envolvida no projeto explica: “Uma câmera na mão encontra a alça da porta. As câmeras no corpo determinam se a porta está aberta ou fechada e ajudam a passar pela entrada […] Os controladores fornecem locomoção, equilíbrio, e ajustam o comportamento quando o progresso passa a ser bloqueado. A capacidade de tolerar e responder a uma perturbação como esta, melhora a operação bem sucedida do robô“. 

O curioso é que a mensagem termina com o infame: “Este teste não irritou ou prejudicou o robô“… Típico de filmes que usam animais. E agora, como encarar isso?

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

COMPARTILHAR