Será se a funkeira Anitta está com o síndrome do Michel Jackson?

255

anitta2A bola da vez, a cantora Anitta é a patrulhada da vez também. O jornal Extra traz matéria sugerindo que a artista está passando por um processo de embranquecimento. Ela já afinou o nariz recentemente. Para alguns entrevistados do jornal ela tem buscado um padrão de beleza ideal.

Fato é que Anitta não é mais a mesma de um tempo atrás. Para o conselheiro estratégico do Centro de Articulação de Populações Marginalizadas, Ivanir dos Santos, a funkeira se destacou por trazer impressas na música, dança e visual as marcas da cultura negra das periferias. “Quando ela perde esses traços, perde a autenticidade, fica comum. Há artistas assim, que negam seus traços e se aproximam do modelo aceitável pela sociedade, do alisamento do cabelo à forma de se vestir”, diz.

anitta4Na premiação dos melhores do ano do “Domingão do Faustão”, o esparadrapo no narizinho de uma Anitta loura causou furor nas redes sociais. A cantora havia diminuído os seios (após cirurgia de redução de mamas malsucedida aos 18 anos), tirado os “pneuzinhos” e aproveitado que o nariz estava obstruído para retocá-lo também.À frente da agência de modelos negros HDA Models, Helder Dias já cansou de ouvir clientes pedirem profissionais “com nariz de branco e lábios finos”. Ele lamenta as mudanças de Anitta: “Ela é carismática e vende. Mas não tinha a imagem exigida pelo mercado. As mudanças são resultado da pressão em uma menina para se adequar ao modelo de beleza da indústria. E ela era linda daquele jeito, brejeiro. Perdeu identidade”.

Já o psicanalista Luiz Alberto Py qualifica as críticas como “patrulhamento”. “Dizer que está renegando as origens é uma grande bobagem. Cientificamente, não existe raça. A raça humana é uma só. Se a menina quer ficar mais bonita, é direito dela. Há coisas mais importantes para se discutir”.

VEJA TAMBÉM

COMPARTILHAR