Revista americana mostra as diversas faces da prostituição no Rio

196

rolling-stoneO site da revista americana “Rolling Stone” publicou nesta quinta-feira (26) um extenso relato sobre a prostituição no Rio de Janeiro. O autor Amos Barshad visitou desde as luxuosas termas Centaurus, na Zona Sul, lugar que ganhou notoriedade internacional após ser visitado pelo cantor Justin Bieber, até a Vila Mimosa, área mais popular que abriga prostitutas há cerca de um século na região central da cidade.

O texto conta em detalhes como funcionam os bordéis e como a Copa do Mundo tem afetado o movimento. Na Vila Mimosa, por exemplo, as trabalhadoras do sexo reclamam de uma queda no movimento. O texto diz que os brasileiros deixaram de frequentar o local para se dedicar a ver os jogos, enquanto os estrangeiros não se atrevem a ir para lá por ser num local mais decadente.

O texto também entra na questão de por que as autoridades não fecham os prostíbulos se sua localização é amplamente conhecida e a exploração da prostituição é proibida no Brasil (ou seja, a prostituta pode se prostituir, mas um terceiro não pode ganhar com isso, como fazem os bordeis).

VEJA TAMBÉM

COMPARTILHAR