Polícia flagra mais de mil bêbados ao volante nas estradas na Copa do Mundo

231

bbbSÃO PAULO – A fiscalização intensificada da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em virtude da Copa do Mundo de futebol levou à prisão de 1.022 motoristas flagrados bêbados ao volante. Além disso, 1.085 pessoas morreram em 21.256 acidentes e outras 11.842 ficaram feridas em rodovias da União, segundo balanço dos 51 dias da operação especial montada pela PRF, divulgado nesta segunda-feira, 14. No total, foram fiscalizados cerca de 987 mil veículos e 933 mil pessoas.

As atividades tiveram início no dia 23 de maio, três semanas antes do início do torneio, e foram encerradas no domingo, 13, último dia do mundial, culminando em um total de 51 dias. Nesse período, houve “o envolvimento de todo o efetivo da PRF”, com cerca de 10 mil policiais.

De acordo com a PRF, a quantidade de mortes nas estradas caiu 11,4% em comparação com a operação montada em período semelhante do ano passado, quando o Brasil sediou a Copa das Confederações. A comparação, no entanto, leva em conta a quantidade de mortos por milhão de veículos, e não os números absolutos. Foram 12,78 de mortos neste ano, ante 14,43 em 2013.

Usando o mesmo critério, a PRF informou que houve, durante a operação da Copa, 253,15 acidentes por milhão de veículos, 22,8% a menos do que os 327,92 do torneio do ano passado. Os número absolutos não foram informados pela polícia.

Em nota à imprensa, a PRF informou que o “cenário de redução da violência no trânsito contrariou as probabilidades e se desenhou em meio ao aumento do fluxo de veículos nas rodovias federais”. O texto destaca o grande fluxo de estrangeiros, principalmente latino-americanos, muitos dos quais “ingressaram no Brasil através das estradas federais, vindos, muitas vezes, em caravanas de centenas de veículos, a exemplo de chilenos, argentinos, mexicanos e argelinos”. A Argélia, no entanto, fica no continente africano.

Outra atribuição da PRF foi garantir escolta de delegações estrangeiras e autoridades como árbitros. No período, houve 854 serviços ações do tipo.

Lei seca. As estatísticas divulgadas pela PRF mostram que as autuações em decorrência do desrespeito à lei seca caíram 14,6% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando houve a proporção de uma prisão a cada 131 testes do bafômetro. Neste ano, a taxa subiu para 171 testes a cada prisão. “Apesar da alteração da legislação para ampliar as possibilidades de enquadramento no artigo 306 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), os números demonstram que são necessários cada vez mais testes para flagrar esse tipo de crime”, informa a PRF.

Estrangeiros. O boletim da polícia revela ainda que houve dois acidentes fatais envolvendo turistas estrangeiros. Um ocorreu na Rodovia Fernão Dias, em Minas Gerais. Um veículo com três pessoas da Argentina saiu da pista depois de ser atingido por outro automóvel na traseira. O carro capotou e uma pessoa morreu. Os dois ocupantes do outro carro foram detidos por terem fugido do local do acidente.

Perto do município de Posse, em Goiás, dois torcedores belgas bateram de frente com outro carro, onde havia três pessoas. Uma pessoa morreu.

No mesmo período, a PRF informou ter encontrado nas estradas federais 484 veículos furtados ou roubados, além de apreender 8,6 toneladas de maconha e 773 kg de cocaína.

VEJA TAMBÉM

COMPARTILHAR