Pilotos de avião de Justin Bieber tiveram que máscara por causa do cheiro de maconha

56

Justin Bieber cada vez mais acha que pode fazer o que bem entender. Segundo o jornal Daily Mail, os pilotos que levaram o astro pop do Canadá para Nova York no final de semana tiveram que usar máscaras de oxigênio para não inalarem a fumaça de toda a maconha fumada no avião.

Além disso, o cantor está sendo acusado de tratar a comissária de bordo muito mal junto com o seu pai Jeremy, a ponto que ela teve que se esconder no cockpit com os pilotos, de tanta agressão verbal que sofreu.

Um relatório oficial obtido pela NBC News afirmou que Justin e seu pai foram “extremamente abusivos” com a comissária de bordo. O documento ainda alega que os pilotos tiveram que intervir tanto na situação com a aeromoça quanto para pedir para que parassem de fumar maconha.

“O capitão do voo declarou ter avisado os passageiros, inclusive Bieber, para parar de fumar maconha. Ele também declarou que pediu aos passageiros pararem com o comportamento abusivo com a comissária de bordo e depois de várias advertências, falou para ela ficar com ele na cabine para evitar maiores abusos”, diz o relatório.

O avião de Justin foi inteiramente revistado pela alfândega dos EUA quando ele pousou no aeroporto. Eles não encontraram nada, mas relataram ter sentido um “forte odor de maconha”.

VEJA TAMBÉM

COMPARTILHAR