O Hitler do Congo que a história esqueceu

344


Não é segredo que muitos líderes políticos e militares deixaram um legado de violência por onde quer que tenham passado. Genghis Khan, Pol Pot e Hitler são bons exemplos de tiranos que, seja dentro ou fora de seus países, foram responsáveis diretos ou indiretos de milhões de mortes no decorrer da história.
Entretanto, é sabido que eles não foram os únicos: outros ditadores e conquistadores estão espalhados pelos séculos, com contagens de corpos que chegam a marcas igualmente impressionantes — e, mesmo assim, não são tão discutidos ou até mesmo temidos pelo público geral.
Um desses nomes desconhecidos é o do rei Leopoldo II da Bélgica, que promoveu o genocídio de mais de dez milhões de africanos no Estado Livre do Congo.

COMPARTILHAR