NOSSO CÉREBRO TEM UM BOTÃO DE ‘DELETE’; VOCÊ SABE USÁ-LO?

107

Existe um ditado na neurociência que diz: neurônios que disparam juntos se ligam juntos. Basicamente, é a ideia de que a prática leva à perfeição. Se você treina bastante inglês, violão, matemática ou qualquer outra coisa, as chances de ficar craque nisso são maiores.

No geral, é esse o método que muitas pessoas utilizam para aprender melhor: repetição, repetição, repetição. Mas o aprendizado depende de um pouco mais do que fortalecer neurônios; também é sobre se livrar do que não usamos. Esse processo se chama “poda sináptica”.

As conexões sinápticas do nosso cérebro são como uma pequena trilha que neurotransmissores, como dopamina e serotonina, vão utilizar para conseguir circular pelo cérebro. Mas essas conexões precisam de manutenção, e é aí que entram as células gliais e microgliais.

As células gliais estão ali para acelerar os sinais entre alguns neurônios, enquanto as células microgliais são como removedores de lixo: a função delas é fazer essa “poda” nas conexões sinápticas que não têm muita utilidade.

Cientistas ainda não sabem exatamente tudo o que faz com que a célula microglial identifique qual conexão podar, porém o que se sabe é que as conexões menos “treinadas” e “pensadas” são menos marcadas por algumas proteínas, como a C1q. E quando os radares das microgliais detectam isso, elas se grudam na proteína e podam a sinapse. É desse jeito que o seu cérebro arranja espaço para você aprender coisas novas.

Dormir ajuda

É provável que você já tenha sentido que seu cérebro está cheio, e que não importa o quanto tente, a informação não fica na sua cabeça. Talvez você não esteja dormindo o quanto precisa.

Acontece que o cérebro poda conexões ineficientes enquanto dormimos. É por isso que, não raramente, acordamos de uma boa noite de sono com a cabeça limpa, podendo pensar com muito mais eficiência. Ou seja, agora que as “trilhas” do cérebro estão limpas, você tem muito mais espaço para absorver novas informações e de fato aprender.

Os cochilos também ajudam. Um cochilo de 10 ou 20 minutos é tempo suficiente para que as micróglias entrem e façam uma poda rápida em algumas sinapses.

Mantenha na sua mente o que quer fortalecer

Aqui está uma dica sobre como trabalhar junto com esse botão “delete” do seu cérebro: fique de olho no que você pensa. Se as conexões que você não usa são marcadas para reciclagem, aquelas que usa só são fortalecidas.

Se você gastar a maior parte do seu tempo lendo sobre quem pode ser o próximo a morrer em “Game of Thrones” e pouquíssimo tempo lendo sobre a matéria de história, adivinhe qual Lannister pode aparecer na sua mente quando você não conseguir lembrar direito o que foi o Pacto Colonial!

O melhor jeito de trabalhar com as ferramentas que seu cérebro oferece é descansar bem e pensar no que é importante para você.

~MegaCurioso

COMPARTILHAR