Mulher que acusou Chris Brown de ameaçá-la com uma arma estaria mentindo, diz site

677

chris-brown-neck-tattoo
A polêmica envolvendo Chris Brown voltou à tona. No início desta semana, uma mulher chamada Baylee Curran acusou o cantor de tê-la ameaçado com uma arma.

O incidente aconteceu na terça-feira (30) na casa do músico em Los Angeles. O artista chegou a ser preso e liberado no mesmo dia depois de pagar uma fiança de US$ 250 mil.

Mas agora, uma ex-colega de quarto da jovem declarou que Curran está mentindo. “Ela já fez isso antes. Ela inventa essas mentiras há anos”, disse em entrevista ao site Radar Online.

A ex-colega ainda declarou pelo Facebook que já foi uma vítima das armações de Curran. “Ela era minha colega de quarto e já fez falsas acusações sobre mim também, que acabaram resultando em uma ordem de proteção. Tive que ficar fora da minha própria casa por um mês”, escreveu.

Além disso, o site TMZ disponibilizou uma suposta mensagem de Curran enviada a um amigo chamado Safari no momento em que ela estava na casa de Brown. “Safari, esse louco do Chris Brown está me expulsando da casa dele porque eu disse que as jóias do amigo dele eram falsas. Eu vou armar para ele, vou chamar a polícia dizendo que ele tentou atirar em mim. Vou ensinar uma lição a ele. Vem me buscar”, lê-se no texto.

Agora, o advogado de Brown, Mark Gerago, vai investigar a autenticidade da mensagem para que possa inocentar o artista.

COMPARTILHAR