MC LOMA É CRITICADA POR ESTUDAR EM ESCOLA PÚBLICA: “NÃO TENHO DINHEIRO”

128

MC Loma diz sofrer críticas por estudar em escola pública. A funkeira de 15 anos, que foi proibida de fazer show por não estar estudando, compartilhou vídeos no Instagram, nesta terça-feira (15), relatando que internautas foram até o seu perfil na rede social reclamar sobre o fato dela ter se matriculado em um colégio estadual.

“Eu e Mirella estamos estudando em um colégio perto de casa, que é estadual. Muita gente está julgando eu e Mirella, mas é porque eu não tenho dinheiro. Além de tudo, nós somos gente igual a vocês. Aí, estuda em escola pública, bem básica. E se a gente tivesse dinheiro, a gente pagava, sim, uma escola particular. A gente ia ter um estudo melhor. Não estou dizendo que aqui o estudo é ruim. Mas eles têm um estudo mais avançado. Mas a gente ainda não tem condição. Quando a gente tiver, a gente vai para a escola particular. Eu sempre quis estudar em escola particular. Mas estou feliz estudando em escola do governo, qualquer escola. Estudando, meu amor, para mim está ótimo. Estou muito feliz de estar estudando”, declarou.

Entenda o caso

Um show de Mc Loma e as Gêmeas Lacração foi cancelado em Recife por impedimentos legais. Isso porque a cantora, que tem 15 anos, não está frequentando a escola nem mesmo está matriculada em uma. Por conta disso, Vara Regional da Infância e Juventude da cidade multou a produtora que agencia os trabalhos da artista, visto que ela não tem seguido as regras obrigatórias que autorizam um jovem menor de idade a trabalhar.

As Gêmeas, que são dançarinas, já são maiores de idade. O clube Metrópole, onde o trio se apresentaria no dia 15 de setembro, emitiu um comunicado oficial falando sobre a situação da jovem. “Após um mês de incessantes e-mails, telefonemas e mensagens com os produtores da artista, fomos informados pela Start Music que Mc Loma não conseguiria regularizar as suas condições de trabalho, exigências estabelecidas pela portaria nº 004/2011, da Vara Regional da Infância e Juventude da 1ª Circunscrição Judiciária-TJPE, que disciplina a participação de criança e adolescente em espetáculos públicos, pois não está sequer frequentando a escola e nem está matriculada, o que lamentamos muitíssimo”, diz o comunicado publicado no Instagram da casa de shows.

COMPARTILHAR