Império: Um amor proibido deixado para trás na busca pelo poder

187

imperio2A persistência de um homem obstinado pelo poder que transformará sua vida no palco de um grande império.

A partir desta segunda-feira (21), a novela “Império”, de Aguinaldo Silva, apresentará ao público a trajetória de José Alfredo (Chay Suede/Alexandre Nero), um homem de origem humilde, que através de seu esforço tornou-se proprietário da rede de joalherias Império.

O personagem é casado com a aristocrata Maria Marta Mendonça e Albuquerque (Adriana Birolli/Lília Cabral), com quem possui três filhos. É em torno dessa família que a novela se desenvolve, levando o público a vários questionamentos, como: Até onde as pessoas são capazes de ir pelo dinheiro? Como um acaso pode revirar uma vida? Como viver sabendo que seus maiores inimigos vivem dentro de sua própria casa?

Ficha técnica

Escrita por Aguinaldo Silva
Direção de Núcleo de Rogério Gomes
Direção Geral de Pedro Vasconcelos e André Felipe Binder
Estreia: 21/07
Horário: 21h10
Antecessora: “Em Família”, de Manoel Carlos

Elenco

Alexandre Nero – José Alfredo de Medeiros
Lília Cabral – Maria Marta Medeiros de Mendonça e Albuquerque

Adriana Birolli – Maria Marta Medeiros de Mendonça e Albuquerque (jovem)
Adriano Alves – Victor
Ailton Graça – Xana Summer
Alejandro Claveaux – Josué (jovem)
Ana Carolina Dias – Carmen Godinho
Andreia Horta – Maria Clara
Caio Blat – José Pedro
Chay Suede – José Alfredo de Medeiros (jovem)
Cris Viana – Juliane Matos
Dani Barros – Lorraine
Daniel Rocha de Azevedo – João Lucas
Drica Moraes – Cora
Ed Oliveira – Bigode
Elizângela – Jurema
Erom Cordeiro – Fernando
Flávio Galvão – Reginaldo
Jackson Antunes – Manoel
Joaquim Lopes – Enrico Bolgari
Jonas Torres – Ismael
José Mayer – Cláudio Bolgari
Josie Pessoa – Eduarda (Du)
Julia Gaby – Stephany
Júlia Fajardo – Helena Abrantes
Juliana Boller – Bianca Bolgari
Júlio Machado – Jairo
Karen Junqueira – Fernanda
Kiria Malheiros – Bruna
Klebber Toledo – Leonardo de Sousa
Leandra Leal – Cristina
Letícia Birkheuer – Érika
Lidi Lisboa – Kelly Marina
Lucci Ferreira – Antônio
Malu Galli – Eliane
Maria Ribeiro – Danielle
Marina Ruy Barbosa – Maria Ísis
Marjorie Estiano – Cora (jovem)
Nanda Costa – Tuane
Nicollas Paixão – Júnior
Othon Bastos – Silviano
Paulo Betti – Téo Pereira
Paulo Rocha – Orville Neto
Paulo Vilhena – Domingos Salvador
Rafael Cardoso – Vicente Ferreira da Silva
Rafael Losso – Elivaldo
Ravel Andrade – Otoniel
Regina Duarte – Maria Joaquina
Reginaldo Faria – Sebastião Feliciano
Roberto Birindelli – Josué
Roberto Bomfim – Seu Antoninho
Roberto Pirillo – Dr. Merival Porto
Rômulo Neto – Roberto
Suzy Rego – Beatriz Bolgari
Tato Gabus Mendes – Severo
Thiago Martins – Evaldo
Vanessa Giácomo – Eliane (jovem)
Viviane Araújo – Naná
Zezé Polessa – Magnólia

imperio3Amor proibido

Em pleno Monte Roraima, José Alfredo abre o jogo para sua filha predileta, Maria Clara (Andreia Horta), dizendo que aquele local transformou sua vida. Há muitos anos atrás, após passar por uma decepção amorosa, José Alfredo resolveu mudar o foco de sua vida, deixando o passado de lado e mirando apenas o futuro. A trama começa quando ele, ainda jovem, resolve deixar Pernambuco para morar no Rio. Desempregado, chega à capital fluminense e se hospeda na casa do irmão Evaldo (Thiago Martins).

Lá, ele viveria um amor proibido, já que se apaixonou pela esposa de seu único irmão, Eliane (Vanessa Giácomo/Malu Galli). Diante da situação, eles resolvem armar um plano e fugir. Com remorso, os dois escrevem um bilhete para Evaldo, pedindo perdão e contando a verdade sobre o desaparecimento deles. No dia da fuga, Eliane passa mal e Cora (Marjorie Estiano/Drica Moraes) resolve ajudá-la.

O que Eliane não imagina é que a irmã já sabia que ela estava grávida. Mais experiente, Cora consegue convencê-la a não fugir, dizendo que, o mais provável pelo tempo, é que o filho dela seja de Evaldo e não de José Alfredo.

Cada um pro seu lado    

Desesperada, Eliane pede para que a irmã procure José Alfredo, explique tudo o que aconteceu e impeça que ele entregue o bilhete revelador ao irmão. Cora promete para a irmã que irá procurá-lo, mas não cumpre com a palavra. Primeiro, ela se certifica de que a carta foi entregue, para só depois se encontrar com José Alfredo.

No encontro, Cora diz que Eliane desistiu de fugir com ele e distorce toda a história, deixando o rapaz inconformado. Quando José Alfredo fala que tentará convencê-la a fugir, Cora conta que Eliane espera um filho de Evaldo. Arrasado, José Alfredo resolve sumir do mapa, sem deixar rastros, para não atrapalhar a vida da amada com seu irmão.

neroNovos rumos

Sem saber o que fazer, José Alfredo vai para a rodoviária do Rio de Janeiro em meio a lágrimas. Lá, ele se depara com Sebastião Feliciano (Reginaldo Faria). Sem conhecê-lo, conta toda sua desilusão amorosa e diz que não tem para onde ir. Comovido, Sebastião faz uma proposta ao rapaz, convidando-o a viajar com ele a serviço.

Sebastião trabalha para uma empresa portuguesa, mora na Suíça e negocia pedras preciosas brasileiras. Sua função no Brasil é buscar pedras nos garimpos e depois transportá-las ilegalmente para a Europa. Sem grandes esperanças na vida, José Alfredo topa a proposta de trabalho e viaja com Sebastião para o Monte Roraima.

Lá, os dois se deparam com um enorme garimpo. Sebastião pede para que o rapaz fique atento a todos que os cercam, inclusive durante a noite, já que em garimpos há muito inimigos. Em certa ocasião, José Alfredo acaba pegando no sono e a dupla é surpreendida durante a madrugada, quando um homem mata Sebastião e pretende assassiná-lo. Apavorado, José pega a arma dada pelo amigo e dá dois tiros no agressor, que morre a sua frente.

Mais uma vez sozinho, José Alfredo tem como meta ir para Genebra, na Suíça. Antes de morrer, Sebastião passou para ele todas as informações sobre como transportar as pedras preciosas e levá-las para a tal empresária portuguesa.

reginaduarteimperioAmor por interesse

Na Suíça, diante da empresária compradora de joias, Maria Joaquina Braga (Regina Duarte), José Alfredo conta tudo o que passou no Brasil. No país europeu, sua vida se cruza com a de Maria Marta (Adriana Birolli/Lilia Cabral), uma aristocrata falida e com vários ex-maridos.

O primeiro encontro entre os dois ocorre em um banco suíço, quando José Alfredo foi depositar seu primeiro pagamento pela entrega dos diamantes. A aristocrata chega à agência toda pomposa, sem dar a mínima importância às pessoas a sua volta. Porém, ao descobrir que foi passada para trás por um de seus ex-maridos e que está sem dinheiro, ela se desespera e passa a ver em José Alfredo uma possibilidade de reverter a situação.

Os dois iniciam um relacionamento e poucos meses depois Maria Marta descobre que está grávida. O brasileiro a pede em casamento, já que a união seria interessante para ambas as partes. Enquanto a aristocrata empresta o importante sobrenome para o rapaz, ele a promete uma família com muitos herdeiros. Promessa que se cumpre em pouco tempo, pois logo nos primeiros anos de casamento, Maria Marta dá a luz aos seus três filhos: José Pedro (Caio Blat), Maria Clara (Andreia Horta) e João Lucas (Daniel Rocha), irmãos que, com o tempo, farão de tudo para ficar com toda a herança da família.

Sede de poder

Passados os anos, José Alfredo resolve voltar ao Monte Roraima ao lado da filha Maria Clara, a herdeira predileta. Para não desagradar aos demais membros de sua família, ele mantém a viagem com a filha sob sigilo.

O preferido de Maria Marta para assumir o império da família é José Pedro, um ex-mauricinho que agora vive submisso à esposa Danielle (Maria Ribeiro), uma mulher fútil e consumista. O casal tem uma filha adotiva chamada Bruna (Kiria Malheiros). A filha do meio e queridinha de José Alfredo, Maria Clara, é uma renomada designer de joias. Já o caçula João Lucas é um garoto rebelde, cujo único objetivo é conquistar o trono do pai.

Bem-sucedido no ramo das joias, José Alfredo mantém um relacionamento extraconjugal com Maria Ísis (Marina Ruy Barbosa), uma jovem bela e frágil. Menina pobre, ela se apaixona verdadeiramente pelo empresário. Quando seus pais, Magnólia (Zezé Polessa) e Severo (Tato Gabus Mendes), descobrem o romance da filha, tentam se aproveitar da situação e passam a viver da mesada que Maria Ísis recebe de seu amante.

lealimperioHerdeira desconhecida

O que José Alfredo não sabe é que ele possui outra herdeira. É Cristina (Leandra Leal), que o empresário acredita ser filha do irmão Evaldo com seu grande amor do passado, Eliane. Após a partida do rapaz para o Monte Roraima no passado, Eliane manteve-se casada com Evaldo e teve mais um filho, Elivaldo (Rafael Losso). Com a morte prematura do esposo, Eliane teve uma vida solitária e lutou para criar os dois filhos com poucos recursos. Para isso, construiu uma barraca de camelô no centro do Rio.

Vendo o esforço da mãe, Cristina adquiriu grande admiração por ela e fez de tudo para manter a família unida. Seu irmão Elivaldo possui um filho fruto de um relacionamento adolescente com Tuane (Nanda Costa), uma jovem irresponsável que entregou o bebê para o pai assim que ele nasceu e depois desapareceu. Muitos anos depois, Tuane reaparece casada com um homem rico e bem mais velho que ela, Reginaldo (Flávio Galvão). E, para desespero de Elivaldo, Cristina e Eliane, ela anuncia que quer seu filho de volta a qualquer custo.

Revelação para imprensa

A família de Eliane também é composta pela irmã Cora (Marjorie Estiano/Drica Moraes), que engana a todos fazendo a imagem de irmã cuidadosa. Durante anos, Cora pesquisou tudo sobre a vida de José Alfredo e montou um álbum com reportagens sobre a vida do empresário, sem que ninguém desconfiasse.

Será através do álbum que Cristina descobrirá o real passado de sua mãe e passará a desconfiar de que seu pai, na verdade, é José Alfredo. Será sua tia Cora que contará o caso proibido vivido por sua mãe com o empresário. Apesar de não demonstrar interesse em tornar-se herdeira da rede de joalherias Império, o destino fará com que Cristina mude de opinião. Em plena festa de lançamento de mais uma coleção da joalheria, Cristina contará para a imprensa que ela pode ser filha bastarda do proprietário da badalada rede.

imperio4Por trás de um casamento sólido

Os lançamentos da rede “Império” são de responsabilidade do cerimonialista Cláudio Bolgari (José Mayer), profissional de referência entre os ricos do Rio de Janeiro. Figura ilustre nas festas da alta sociedade carioca, Cláudio é casado com a ex-Miss Brasil Beatriz (Suzy Rêgo), com quem tem dois filhos: Enrico (Joaquim Lopes) e Bianca (Juliana Boller).

O que a sociedade carioca não desconfia é que por trás da aparência de uma família feliz, Cláudio esconde um grande segredo, o qual divide apenas com a esposa Beatriz. Nem seus filhos desconfiam da vida paralela que o cerimonialista mantém. E a situação de Cláudio ficará ainda mais complicada devido às maldades praticadas pelo colunista de celebridades Téo Pereira (Paulo Betti), que nunca perdoou o fato de o cerimonialista nunca ter assumido a homossexualidade. Como o colunista é homossexual e leva uma vida solitária e infeliz, ele fará de tudo pra expor Cláudio e sua família na mídia e destruí-lo.

Enrico é o filho mais velho do casal e dono de um famoso restaurante. Após estudar gastronomia na Suíça, resolveu abrir o estabelecimento. Desde então, o local é frequentado pela parcela mais rica da população carioca. É lá que ele conhece Maria Clara, a filha preferida de José Alfredo. Quem também se envolve com a família proprietária da rede Império é Bianca, uma menina estudiosa e aplicada. Por trás de seu rosto angelical, a garota esconde uma ardente paixão por João Lucas, o caçula de José Alfredo.

O autor

O pernambucano Aguinaldo Silva começou sua vida profissional no jornal O Globo. Nas décadas de 60 e 70, ele foi editor das seções de polícia e cidade do jornal carioca. Em 1979, recebeu convite para escrever o seriado “Plantão de Polícia”, que marcou a estreia do autor na telinha.

Em 1982, Silva escreveu sua primeira minissérie para a TV Globo: “Lampião e Maria Bonita”. Seria o primeiro de vários trabalhos como “Bandidos da Falange” (1983), “Padre Cícero” (1984) e “Riacho Doce” (1990).

A partir de 1984, Aguinaldo Silva passou a escrever folhetins para o principal horário de novelas da Globo. Entre suas principais tramas estão “Partido Alto” (1984), “Tieta” (1989), “Pedra sobre Pedra” (1992), “Fera Ferida” (1993), “A Indomada” (1997), “Senhora do Destino” (2004) e “Fina Estampa” (2011).

Anote na agenda

“Império” é exibida às 21h10, na TV Globo.

Com informações do Na Telinha

VEJA TAMBÉM

COMPARTILHAR