Império: Após “ressuscitar”, Zé Alfredo procura Maria Isis

60

79138aApós ser resgatado da cova, José Alfredo (Alexandre Nero) vai ser visto pelo porteiro do prédio de Maria Isis (Marina Ruy Barbosa) nos próximos capítulos de “Império”.

Dentro do carro, o Comendador vigia o edifício, mas não consegue ver a jovem. Josué, seu motorista, sugere que eles voltem no outro dia. “Podemos até voltar… Mas já que vim aqui, quero ver se ela tá em casa. Você sabe que, quando boto uma coisa na cabeça, não é fácil de tirar”, responde Zé. Em seguida, ele abre a porta do carro e o motorista se assusta: “Não faz isso, Comendador! É perigoso! E se ela aparece na janela e vê o senhor? E se passa alguém?”. O empresário sai andando e diz: “Eu não voltei da morte para ter medo de coisa que não aconteceu ainda”.

O porteiro, que já havia bebido, avista o carro e vê um homem olhando em direção ao edifício. “Ai, meu São Severino do Ramo, parece… Não deve ser! (olha garrafa) É essa desgraça, só pode!”, diz para si mesmo. Ele não acredita muito que se trata de José Alfredo e joga a garrafa de bebida no lixo: “É o comendador ‘mermo’! Mas como é que um morto volta lá das profundezas… Ainda mais de carro? Até nessas horas rico é diferente? Dona Isis precisa saber disso!”.

Batista liga para Maria Isis, que não atende. Ele vai até ao apartamento da ninfeta e toca a campainha. Ela acorda e ele revela o que viu.

Veja o diálogo:

Batista – Pelo amor de Deus, dona Isis… O comendador! Está lá embaixo, do outro lado da rua! Saiu de dentro de um carro e tá olhando aqui pra cima.

Isis – Não é possível, Batista! Ele tá morto.

Batista – Eu sei que não é possível, mas eu vi! Olha na janela e a senhora vai ver que não estou mentindo!

Isis se volta para a janela, olha para a calçada e a vê vazia, sem carro e sem ninguém.

Isis – Você andou bebendo Batista?

Batista – Eu bebi um pouco.

Isis – Logo vi… Porque lá embaixo não tem nada do que você falou que tinha.

O porteiro se dirige também para a janela – Mas era ele sim Dona Isis. Eu vi.

Isis – Não era, Batista. Sou a pessoa no mundo que mais queria que isso fosse verdade. Problema é que, por mais que eu deseje isso, ele não pode sair de onde está… De lá, ninguém volta.

O porteiro insiste e diz que a morte do Comendador pode ter sido um engano, mas Isis lembra do dia que o amante morreu: “Ajudei a preparar o corpo. Estava frio… Muito frio”.

Batista, percebendo que a jovem ficou muito triste, sai do apartamento e garante que não vai mais beber em serviço.

“Império” vai ao ar logo após o “Jornal Nacional”.

VEJA TAMBÉM

COMPARTILHAR