ESSAS 7 FOTOS POSSUEM HISTÓRIAS ASSUSTADORAS

179

Hoje é muito fácil tirar fotos de tudo, o tempo todo. Entretanto, mesmo quando as coisas não eram tão simples, os registros sempre existiam para marcar algum passeio ou data especial. O detalhe é que, muitas vezes, imagens que parecem inocentes podem ter uma história bem macabra por trás. Veja abaixo 7 fotos que não são tão normais quanto parecem:

1. Trilha na floresta panamenha

Kris Kremers e Lisanne Froon, com seus 21 e 22 anos, respectivamente, não imaginavam o trágico fim que as aguardava. A foto acima foi registrada logo no início do passeio, que se estenderia por uma trilha de 5 quilômetros.

A caminhada teve início no dia 1º de abril de 2014, mas elas não voltaram para o hotel e só foram localizadas 10 dias depois, por uma moradora local. Ela encontrou a bolsa que Lisanne carregava, onde estavam os celulares das duas, sem sinais de roubo ou violência.

A análise dos aparelhos mostrou que algo muito ruim aconteceu logo no começo da caminhada, pois as jovens tentaram entrar em contato com as autoridades locais diversas vezes. O detalhe é que, como o sinal de celular é muito fraco na área, elas não conseguiram realizar nenhuma chamada. Os ossos das duas foram encontrados posteriormente, mas não se sabe o motivo da morte e o que realmente ocorreu naquele dia.

2. Trilha assassina

Parecia um dia normal quando Liberty German (14 anos) e Abigail Williams (13 anos) saíram para caminhar em uma trilha na cidade de Delphi, nos EUA, não fosse o fato de que elas não voltaram para casa. No dia seguinte, os corpos das duas foram encontrados próximo à trilha, junto de seus celulares.

Entre fotos tiradas nas belas paisagens da região, elas acharam importante registrar um homem que caminhava pelo local. Além disso, existe uma gravação de áudio em que se pode ouvir um homem dizendo “lá pra baixo”. Os policiais ainda procuram identificar o assassino.

3. Columbine

Nada mais comum do que tirar uma foto com sua turma de ensino médio, registrando uma etapa importante da vida de todos os presentes. Ao olhar a imagem acima, tudo parece normal, mas repare nos garotos na parte superior esquerda. Eles apontam com as mãos para a câmera, imitando armas, quase que como um prenúncio dos seus atos. Entre eles estão Eric Harris e Dylan Klebold, que invadiram a escola de Columbine em 1999 e mataram 12 pessoas, antes de se suicidarem.

4. Chris Benoit

Chris Benoit parecia ter tudo que uma pessoa deseja: esposa, filhos e uma carreira sólida como lutador profissional. Mas internamente ele não estava nem um pouco confortável. A foto acima foi registrada por um fã, que cruzou com ele na sala de espera de um consultório médico. No mesmo dia, Chris matou a esposa e o filho e cometeu suicídio. As investigações não concluíram um motivo claro para o ato, mas o caso serve como um alerta para que se procure ajuda quando as coisas estiverem difíceis.

5. Assassinato na banheira

O vendedor Travis Alexander tinha uma vida comum com sua namorada, Jodi Ann Arias, mas seu rosto na foto registrada por ela parece dizer alguma coisa. Cinco dias depois desse clique, Travis foi encontrado morto na mesma banheira com 29 facadas, garganta cortada e um tiro na cabeça. Jodi foi acusada e condenada pelo assassinato, recebendo a sentença de prisão perpétua.

6. Turista desavisado

Impossível sair de férias sem uma câmera fotográfica, não acha? Esse grupo de turistas espanhóis, que visitou a Irlanda do Norte em 1998, não esqueceu o acessório e conseguiu registrar essa foto que mostra um pouco da cidade de Omagh. O que eles não sabiam é que no carro vermelho existia uma bomba, que foi detonada instantes após o clique. O homem e a menina sobreviveram ao atentado, mas a fotógrafa não resistiu aos ferimentos.

7. Mergulho mortal

A foto acima foi registrada em outubro de 2003, quando Gabe e Tina Watson estavam em sua lua de mel, na Austrália. Tudo parece correr bem quando olhamos a foto rapidamente; mas, se você reparar, Tina está caída no fundo do mar na parte de baixo da fotografia. Antes da viagem, Gabe pediu que ela aumentasse o valor do seu seguro de vida e o tornasse o único beneficiário. Uma investigação posterior levou os fatos em consideração, e o marido foi acusado de matar a própria esposa para receber o dinheiro do seguro.

MegaCurioso

 

COMPARTILHAR