“Em Família”: Luiza passa a noite fora sem celular e Laerte surta

200

laerteluizaasO ciúme doentio de Laerte (Gabriel Braga Nunes) por Luiza (Bruna Marquezine) vai ficar ainda mais em evidência nos próximos capítulos de “Em Família”. Assim como no passado, o músico passa a ter as mesmas reações quando estava com Helena.

Em cenas que vão ao ar nas próximas semanas, Luiza sai de casa sem seu celular após brigar feio com Virgílio (Humberto Martins). Ela vai para a casa de Juliana (Vanessa Gerbelli) e esquece-se de avisar ao noivo.

Laerte resolve ligar para a amada e surta pelo fato dela não atender as ligações. O músico fica enfurecido e passa a ligar obsessivamente deixando diversas mensagens na caixa postal de Luiza. Sem ter retorno, ele pega o carro e vai até o apartamento dela tirar satisfações.

Chegando lá, ele pergunta para Alice (Érika Januzza) sobre o paradeiro da estudante e ao ver o celular dela, começa a fuçar. O ódio de Laerte aumenta quando ele escuta um recado de André (Bruno Gissoni) na caixa postal: “Oi, Lu, sou eu, liga pra mim. Tô com a turma aqui, vê se aparece”.

Enlouquecido, ele pega o carro e passa a circular pelas ruas numa busca inútil por Luiza. Ele passa em bares, pela orla e nada. Até que resolve voltar para o apartamento dela.

De manhã, Luiza chega e dá de cara com o noivo, parado, olhando fixamente e com uma expressão doentia.

Veja diálogo:

Laerte – Onde foi que você passou a noite?

Luiza – Ah, nesse tom você vai ficar falando com as paredes!

Laerte – Caramba! Tenho o direito de saber. Vamos nos casar! Preciso acreditar em você!

Luiza – Mas se ainda não acredita, então não adianta eu falar onde estive. Posso dizer um lugar e ter ido a outro.

Laerte – Você não ia fazer isso comigo.

Luiza – Por isso tem que acreditar em mim sem pedir provas. Acreditar porque me ama e acredita que é amado. E existe amor em nós dois, está na cara que nenhum de nós vai fazer qualquer coisa errada.

Laerte enfurecido – Não faz mais isso comigo. Fico inseguro, sofro, quero matar quem ficar na minha frente!

Luiza assustada – Isso me dá medo. Deve ter sido o que você sentiu quando brigou com o meu pai, há mais de vinte anos, e enterrou ele vivo, pensando que ele tivesse morrido!

Laerte – Por que lembrou disso agora?

Luiza – Não lembrei agora! Apenas nunca esqueci! É diferente!

Laerte – Brigou com seu pai e foi procurar a Juliana? Isso não faz muito sentido… Por que não me ligou? Aliás, por que largou o celular?

Luiza – Já falei: tava precisando de paz, pra pensar em tudo que meu pai disse…

A discussão continua e o músico questiona se ela não confia nele o suficiente para desabafar. “Já falei e vou repetir: não me distanciei de você. Apenas quis ficar sozinha. O que tem de tão grave nisso?”, responde Luiza. Laerte se aproxima dela e fala: ” Nada, você tem toda razão. Nada grave. Eu já entendi e não vou mais discutir. Só queria que você soubesse que estou com você, na alegria e na tristeza, como vamos prometer um ao outro no dia do nosso casamento. Até que a morte nos separe”.

A filha de Helena fica mais calma e também diz que ele a faz feliz. Laerte pede perdão e se beijam apaixonadamente.

VEJA TAMBÉM

COMPARTILHAR