E SE A LUA NUNCA TIVESSE EXISTIDO?

97

Certamente se a Lua nunca tivesse existido, muitos artistas e românticos de plantão não teriam sua grande inspiração. Mas você já pensou cientificamente na hipótese do que aconteceria com o nosso mundo se a Lua fosse destruída? Explicamos na matéria citada anteriormente o que exatamente aconteceria conosco caso isso acontecesse. Clica lá e dá uma olhadinha.

Você já parou para pensar o quão importante é a Lua para a gente? Como a Terra seria se ela nunca tivesse existido? A vida continuaria a mesma de hoje ou não? Bom, é exatamente isso que vamos explicar.

E se nunca tivéssemos tido a Lua?

lua

Nem sempre a Terra possuiu uma lua, então, de onde ela veio? A principal teoria científica é que um objeto do tamanho de Marte, nomeado de Theia, colidiu com a Terra há cerca de 4,5 bilhões de anos atrás. A colisão provocou uma nuvem de detritos que se fundiram para dar origem à Lua.

Com o evento, a Terra e o astro acabaram exercendo uma força gravitacional para ambos os lados, diminuindo a rotação da Terra e aumentando a duração dos dias terrestres de 5 horas para 24. Um fato interessante é que até mesmo hoje, a lua continua a diminuir lentamente a rotação do nosso planeta, mas apenas 0,002 segundos por século.

Bom, agora que você sabe como supostamente a Lua teria se formado, o que teria acontecido se a Terra e Theia nunca tivessem colidido? Bem, provavelmente a vida teria existido, mas nós não. O longo processo de evolução teria pequenas alterações, adaptações com as outra condições que a Terra teria. Bastaria apenas uma pequena alteração no ambiente para que a evolução sofresse uma grande alteração.

Se a Lua não se formou, o dia na Terra teria apenas 8 a 10 horas. A rotação mais rápida causaria ventos de até 200 km que praticamente varreriam a superfície da Terra. O eixo de inclinação da Terra iria oscilar, resultando numa instabilidade de temperatura ao longo dos milhões de anos. Os mares ainda teriam marés, mas bem menores, já que seriam causadas apenas pelo Sol.

E aí, o que acharam da matéria? Comenta aí e não se esqueça de compartilhar com os amigos, lembrando que seu feedback é sempre muito importante.

Via   ScienceSchool     Hypescience
COMPARTILHAR