Descubra 4 alternativas naturais para substituir seu desodorante

211

25163642689034

Em praticamente qualquer supermercado ou mercadinho que já entramos na vida há uma seção de higiene pessoal, e muito provavelmente algumas prateleiras repletas de desodorantes para todos os gostos: spray, pomada, roll-on ou qualquer outra variedade.

Contudo, salvo raras exceções, todos eles têm uma característica em comum: o fato de serem industrializados. Se você está pensando em mudar seus hábitos e adotar algumas atitudes para tentar impactar menos o ambiente, trocar o seu desodorante pode ser uma boa maneira de começar.

Mas é claro que também não precisa virar as costas para os cuidados com seu corpo ou para o bem-estar de suas narinas – e as das outras pessoas com quem você convive. Por isso, apresentaremos a seguir quatro métodos naturais para você manter suas axilas devidamente higienizadas, sem precisar atacar o meio ambiente (ou seu bolso) para isso.

1. Desodorantes naturais

Pedra ume (ou hume, ou ainda alúmen) é um mineral natural, composto de alúmen de potássio. A pedra polida pode ser aplicada diretamente nas axilas, desde que seja umedecida antes, ou pode ser triturada e usada como se fosse talco. Ela elimina o mau cheiro e reduz a transpiração, pois forma uma fina película sobre a pele. Deve ser aplicada de duas a três vezes ao dia.

O óleo de coco é outra opção eficiente, pois possui grande ação antibacteriana, exterminando os microrganismos que causam o característico odor de “vencido” em algumas pessoas. Pode ser misturado com óleos essenciais e aplicado diretamente nas axilas, mas é preciso que elas estejam bem secas para facilitar a absorção.

2. Bicarbonato de sódio e amido de milho

Em um pote, misture uma colher de chá de bicarbonato de sódio em seis colheres de chá de amido de milho. Então é só aplicar um pouquinho da mistura em cada axila. O bicarbonato combate o odor, enquanto o amido evita que você transpire.

Uma pitada de bicarbonato também pode ser misturada em um pouquinho de água – mas sem dissolver o pó – e esfregada embaixo de cada braço.

3. Suco de limão

O ácido cítrico do suco de limão é capaz de matar as bactérias que causam o mau cheiro. Por isso, há quem esfregue fatias da fruta sob os braços diariamente, mas isso não serve para quem não exala bem por outros motivos, como ingestão constante de alho, pimenta, cebola, álcool e certos tipos de medicamentos.

Obviamente, o limão não deve ser usado no caso de uma axila lesionada ou que foi raspada recentemente, pois o ácido vai agir diretamente sobre a área machucada e causar uma ardência intensa.

4. Álcool

Esfregar álcool nas axilas com o auxílio de um chumaço de algodão é outro método eficiente de eliminar as bactérias que causam o odor desagradável na região. Ele também pode ser borrifado, caso se tenha uma garrafa ou um frasco adequado.

Para quem prefere um desodorante com perfume suave, é possível misturar óleos essenciais para dar um toque mais agradável ao álcool. Óleo de hamamélis – também conhecida como avelã de bruxa – funciona como antitranspirante, enquanto óleo de melaleuca intensifica a ação de eliminação do odor

Entretanto, assim como os próprios desodorantes industrializados, o que agrada uma pessoa não necessariamente agrada outra, então cabe a você descobrir quais dessas dicas se adaptam melhor aos seus hábitos. E se nenhuma for a ideal, na internet há dezenas de vídeos e tutoriais de como fazer desodorantes caseiros combinando ervas, minerais e outros ingredientes completamente naturais.

Fonte(s) Mega Curioso

COMPARTILHAR