De onde vem o Vento?

272

Você pode até nunca ter se perguntado isso antes, mas ao se deparar com essa questão fica a dúvida. Afinal, onde “nasce” o vento? Como ele é criado? Afinal, ventos vem e vão. Eles não são constantes. Um dia temos uma brisa, no outro não temos nada, e no dia seguinte um furacão ou fortes ventos de X km/h. Ventos que detelham casas, e brisas simples que mal arrastam um papel pelo chão.

Chris Weiss, professor de Ciência Atmosférica da Universidade Tecnológica do Texas explica. Resumidadmente, o vento é o movimento de moléculas de ar. Dois conceitos são necessário para entender o que produz o vento: Ar e Pressão Atmosférica.

O Ar contem moléculas de Nitrogênio (78% do volume total), de Oxigênio (21%), de vapor d’água (1-4%) e outros elementos. Sempre que respiramos, o ar que respiramos é composto desses elementos, nas mesmas proporções. Sendo que um decímetro cúbico de ar contem 100 Quintilhões de moléculas (algo como “100 mil quadrilhões”). Todas essas moléculas estão se movendo rapidamente, colidindo umas com as outras e com os objetos e corpos ao redor.

Já a Pressão Atmosférica é definida pela quantidade de força com que essas moléculas se chocam e se concentram. Quando mais dessas moléculas, maios a Pressão Atmosférica.

O vento, por sua vez, é gerado pela força dessa pressão. A mudança na pressão em uma determinada área faz com que as moléculas de ar migrem horizontalmente para uma outra área, para igualar a pressão entre elas. Assim, o Ar sai rapidamente de uma região com muita pressão para um região com alta pressão. E força do Vento vai depender da intensidade da Pressão Atmosférica.

Entendemos melhor quando pensamos em uma tempestade. A pressão atmosféria é tão grande que faz o ar escapar rapidamente para outro local, causando ventos intensos.

Exemplo

Um bom exemplo para ilustrar isso é sua mão. Se você bater forte a mão em uma mesa que tenha objetos leves como papel, vai ver que o ar vai sair rapidamente de debaixo da sua mão para outros locais, produzindo um “vento” que vai mexer com os objetos. Nesse caso, sua mão é equivalente a um aumento de pressão atmosférica, e o ar que escapa é o Vento em si.

E, então, entendeu? Já quis saber alguma vez de onde vem o Vento? Deixa pra gente nos comentários (:

Ultra curioso

COMPARTILHAR