CONFIRA 25 FATOS CURIOSOS E FASCINANTES SOBRE O ESPAÇO

120

1 – Apesar de ser considerado uma estrela de tamanho bem “na média”, o Sol é tão grande que caberiam um milhão de Terras em seu interior.

2 – Se fosse possível viajar até Júpiter, Saturno, Urano ou Netuno, nós não poderíamos passear sobre eles, uma vez que esses planetas não possuem uma superfície sólida.

3 – Rheasilvia, a montanha mais alta já identificada pela Ciência, se encontra em um protoplaneta com diâmetro médio de 530 quilômetros chamado Vesta e tem 22 quilômetros de altura desde sua base.

4 – Embora esteja se expandindo em todas as direções, o Universo não tem um “centro” e, por estar em constante expansão, é impossível alcançar seus limites.

5 – Em 1973, a tripulação da missão Skylab 4 protagonizou a primeira “greve” no espaço. Os astronautas queriam um tempo para poder olhar pelas janelas da nave e poder pensar.

6 – A Via Láctea, nosso endereço no cosmos, está viajando no espaço a mais de 550 quilômetros por segundo — com respeito à radiação cósmica de fundo em micro-ondas, a radiação residual do Big Bang.

7 – E falando na nossa galáxia, no centro dela existe um buraco supermassivo conhecido como Sagitário A e ele conta com uma massa 4,3 milhões de vezes superior à do Sol.

8 – Se pudéssemos viajar de avião até Plutão, a gente não iria! O trajeto levaria mais de 800 anos.

9 – Os astronautas que viajam ao espaço não conseguem sentir quando suas bexigas estão cheias, portanto, eles são treinados para fazer xixi a cada duas horas.

10 – Mercúrio e Vênus são os únicos planetas do Sistema Solar que não possuem luas.

11 – Sobre os dois planetas que citamos acima, o primeiro é o que possui o maior número de crateras do Sistema Solar, enquanto o segundo gira na direção oposta à maioria dos demais mundos que compõem a nossa vizinhança.

12 – Como as ondas sonoras precisam de um meio para viajar — e o espaço não conta com uma atmosfera —, o cosmos é completamente silencioso.

13 – Quando os astronautas passam longas temporadas em ambientes de microgravidade, seus corações se tornam mais esféricos e perdem massa muscular.

14 – Se dois fragmentos do mesmo tipo de metal se tocarem no espaço, eles se unirão e ficarão junto para sempre.

15 – O maior asteroide já identificado pelos astrônomos se chama Ceres e se trata de um baita pedregulho espacial com quase mil quilômetros de diâmetro.

16 – Os cientistas estimam que as pegadas deixadas pelos astronautas das missões Apollo na Lua permanecerão por lá pelos próximos 100 milhões de anos.

17 – As estrelas de nêutrons, um dos possíveis resultados do colapso de estrelas massivas, realizam, em média, 600 rotações por segundo.

18 – O maior vulcão do Sistema Solar se encontra em Marte. Ele se chama Monte Olimpo, conta com mais de 600 quilômetros de diâmetro e, até onde se sabe, se trata de um vulcão extinto.

19 – Os astronautas “residentes” na Estação Espacial Internacional testemunham por volta de 15 amanheceres e 15 pores do sol todos os dias.

20 – O Planeta Vermelho também é lar do maior sistema de cânions do Sistema Solar. Chamado Valles Marineris, ele tem mais de quatro mil quilômetros de extensão, 200 km de largura e tem mais de sete quilômetros de profundidade.

21 – Os terráqueos já enviaram sondas, naves ou exploradores a todos os planetas do Sistema Solar, incluindo os planetas-anões Plutão e Ceres, e também a algumas luas dos nossos vizinhos.

22 – Falando em luas, Ganimedes, principal satélite natural de Júpiter, é a maior lua do Sistema Solar. Se não orbitasse ao redor do gigante gasoso, esse astro seria considerado um planeta, já que ele é inclusive maior do que Mercúrio.

23 – E, voltando a falar de Mercúrio, levantamentos realizados por meio da sonda espacial MESSENGER — de Mercury Surface, Space Environment, Geochemistry and Ranging —, da NASA, apontaram que ele ainda está “encolhendo”, ou seja, sua superfície ainda está em contração desde a formação do Sistema Solar, há 4,5 bilhões de anos.

24 – Saturno não é o único planeta com anéis no Sistema Solar. Urano, Júpiter e Netuno também contam com esses “adereços”, apesar de eles não serem tão viçosos e belos quanto os do Senhor dos Anéis da nossa vizinhança.

25 – Em 2014, a rota da Estação Espacial Internacional teve que ser alterada três vezes para evitar que ela fosse atingida por lixo espacial se movendo ao redor da Terra a mais de 25 mil quilômetros por hora.

MegaCurioso*

COMPARTILHAR