Com veículos de até R$ 1 real, Detran promove série leilões nos próximos dias; veja

424

golf-670(1)O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) inicia nesta terça-feira (1º/12) uma série de leilões de carros e motocicletas apreendidos por infrações de trânsito no estado de São Paulo.

Centenas de veículos poderão ser arrematados, muitos deles com direito a documentação, ou seja, que podem voltar a circular. Os demais são destinados ao desmonte para revenda de peças ou reciclagem. O número, porém, está sujeito a alterações, pois o proprietário pode regularizar a situação e retirá-lo do pátio.

Entre os automóveis, há um Golf 2001/2002 e uma Palio Weekend ELX 2008/2009 em perfeito estado de conservação.

O leilão de veículos com documentação ocorrerá simultaneamente nas formas presencial e online, a partir das 10h30 de terça (1º/12). Todas as informações podem ser obtidas no site do leiloeiro responsável (www.liderleiloes.com.br). No site, o lance inicial começa em R$ 0,00.

Pessoas físicas podem adquirir apenas veículos com direito a documentação. O pagamento deve ser feito à vista. Após o arremate de um bem com direito a documentação, os débitos ficam quitados e é necessário emitir novo documento para o veículo.

Já os veículos destinados a desmonte e reciclagem só podem ser comprados por empresas do setor que já tenham solicitado credenciamento ao Detran de São Paulo.

Essas empresas precisam comprovar condições de efetuar todos os procedimentos necessários ao desmanche, como equipamentos adequados para desmonte e descontaminação dos veículos (retirada de combustível, óleo do motor e do freio, baterias e pneus).

Via rápida. Em 29 de setembro, foi aprovada a lei 15.911, que institui a “via rápida” para procedimentos de leilão de veículos apreendidos pelo Detran paulista.

Ela agiliza os leilões e possibilita uma administração mais eficiente dos pátios, já que haverá mais rotatividade e menos veículos nesses locais.

Além disso, estabelece a reclassificação dos veículos não arrematados para que sejam dispostos no leilão seguinte. Se um carro com direito a documentação (que poderá voltar a circular nas ruas) não tiver comprador num evento, ele será reclassificado para um leilão próximo como “veículo em fim de vida útil para desmonte” (destinado a desmonte e revenda de autopeças).

Se mesmo assim ele continuar sem lances, será renomeado como “sucata veicular para reciclagem”.  Ou seja, por mais que não ocorra o arremate, o veículo será constantemente relacionado a leilão.

O Detran informa que, de janeiro a setembro deste ano, 76.238 veículos foram arrematados em 229 eventos.

Regras. Atualmente, veículo apreendido por infração às leis de trânsito (falta de licenciamento, por exemplo) pode ir a leilão caso não seja reclamado por seu proprietário em 90 dias. A partir do ano que vem, ele poderá ser levado a leilão em 60 dias.

Quando o veículo é destinado a leilão, o proprietário é notificado e tem prazo para reavê-lo. Caso não se pronuncie, ele é notificado por edital, publicado no Diário Oficial do Estado e no portal do Detran-SP (www.detran.sp.gov.br).

COMPARTILHAR