Cheirar flatulências pode prevenir câncer, diz estudo

468

cheirador-de-peidos4-465x620O resultado de uma pesquisa divulgada por cientistas da Universidade de Exeter (Reino Unido) pode causar um verdadeiro estrondo. O estudo sugere que “pequenas fungadas” em flatulências possam prevenir o risco de câncer, acidentes vasculares cerebrais, ataques cardíacos, artrite e demência, de acordo com o “Time”.

A explicação é científica e está em um composto chamado: sulfeto de hidrogênio. Essa substância é produzido por bactérias durante a digestão e estão presentes em gases malcheirosos. O componente ajuda a preservar a mitocôndria (responsável pela produção de energia e regulação de inflamação nas células) e sua produção é estimulada quando o corpo humano tem algum problema.

Seu odor é característico em ovos podres e flatulências, conforme o estudo publicado no jornal científico “Medicinal Chemistry Communications”.

Um composto chamado AP39 foi produzido em laboratório e tem sido aplicado em pequenas doses às mitocôndrias. Testes mostram que os danos mitocondriais foram reduzidos e que até 80% das mitocôndrias conseguem sobreviver sob condições de doenças destrutivas, segundo o “Daily Mail”.

“Por ser naturalmente produzido pelo corpo humano, esse gás pode facilmente ser aplicado em terapias e tratamento de várias doenças”, defendeu o médico Mark Wood no estudo.

Os pesquisadores alertam que a exposição exagerada ao sulfeto de hidrogênio pode causar intoxicação.

VEJA TAMBÉM

COMPARTILHAR