9 filmes que mataram pessoas na vida real

956


Sabe quando uma pessoa diz “Nossa, quase morri de susto!”, pois então, não necessariamente de susto, mas essas pessoas morreram com as emoções elevadas. Na próxima vez que você for ao cinema, ou a uma sessão privativa, para assistir um filme de terror e sair de lá vivo, sinta-se um felizardo, pois as pessoas que compõem essa lista não podem dizer a mesma coisa.

Precisamos lembrar que não temos o intuito de criticar, julgar, muito menos impor verdades absolutas. Nosso objetivo é único e exclusivo de informar e entreter. Por isso, o conteúdo dessa matéria se destina a aqueles que se interessarem e/ou identificarem. Sendo assim, nós aqui da redação da Fatos Desconhecidos selecionamos uma listinha com 9 filmes de terror que mataram pessoas na vida real. Confira:

1 – Avatar (2009)

O épico filme Avatar, de James Cameron, em 3D marcou uma conquista inovadora em efeitos visuais. O que pode ter sido um problema para algumas pessoas. Como para um homem, de 42 anos, em Taiwan, que se sentiu tão excitado pelo acontecido que precisou sair às pressas da sala de cinema.

No momento em que chegou à sala de emergência estava inconsciente, por conta de um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Que o levou à morte apenas 11 dias depois. O homem sofria com pressão alta e os médicos explicaram sua morte por “excesso de emoção ao assistir o filme”. Será que essa é uma reação positiva ou negativa?!

2 – Aliens (1986)

Não é, nem de longe, um dos filmes mais assustadores da franquia, mas foi durante uma sessão com os amigos, que M. Prabhakar morreu. A sessão incluía Blood, Ghost e Atmakatha. Num determinado momento, Prabhakar pdeiu licença para ir ao banheiro, o seu retorno foi muito suspeito.

Ao voltar gritando e caindo no chão de choque, morrendo logo depois. De acordo com o Times Of India, o colapso de Prabhakar não foi notado inicialmente pelos amigos, com o tempo tentaram ressuscitá-lo, mas a maratona de filmes havia acabado e já era tarde demais para salvá-lo. Foi declarado morto ao chegar em um hospital local.

3 – Invocação do Mal 2 (2016)

A franquia tem sido bastante assustadora, principalmente por alegar ser baseado em fatos reais, ao que parece ter ajudado com as críticas positivas e impressionante bilheteria. Mas, a sequência parece ter sido demais para um cineasta na (outra vez) Índia. De acordo com o Times of India, em 17 de junho de 2016, Tamil Nadu faleceu durante o ato final do filme, em uma exibição em Tiruvannamalai.

O homem de 65 anos, supostamente, queixou-se de dores no peito durante a sessão e fora encaminhado a um hospital, onde fora declarado morto assim que chegara. Então, seu corpo fora enviado a um outro hospital para exames detalhados.

O problema é que o corpo nunca chegou em seu destino, bem como o motorista também desapareceu. Quem sabe, numa sequência eles retratem a história do senhor indiano.

4 – A Saga Crepúsculo: Eclipse (2010)

Naturalmente, muitas pessoas preferem morrer do que assistir Crepúsculo. De acordo com relatos, isso foi o que aconteceu com Damian Anthony Smythe, de 23 anos.

No verão de 2010, em Wellington, na Nova Zelândia, Damian entrou em uma sessão de A Saga Crepúsculo: Eclipse, ao final do filme, sem qualquer explicação, seu corpo fora encontrado no chão, com uma garrafa de whiskey vazia ao seu lado.

De acordo com os médicos legistas, a morte foi causada pela toxidade da bebida, coma alcoólico. O pai de Smythe reconheceu o problema do filho com bebidas, dizendo que até tentara convencê-lo a fazer reabilitação, mas não obteve sucesso.

5 – A Paixão de Cristo (2004)

O filme protagonizado por Mel Gibson, muito criticado por seu excesso de sangue e violência ao descrever a morte e ressurreição de Jesus, talvez não tenha sido motivo, mas esteve presente durante a morte de duas pessoas.

O primeiro acidente aconteceu em fevereiro de 2004 quando, durante uma exibição em Wichita, Kansas, Peggy Scott (56) sofreu um ataque cardíaco fulminante durante a cena de crucificação. Apesar dos esforços de uma enfermeira, que se encontrava na mesma sessão, de tentar ressuscitar Peggy, a senhora não resistiu e foi declarada morta ao chegar em um hospital próximo.

O outro caso aconteceu com um pastor brasileiro, de 43 anos, José Geral Soares. O pastor havia alugado o filme para assistir com sua congregação. Durante o filme, a esposa do pastor notou que ele havia perdido a consciência. E, assim como Peggy, apesar de ter sido socorrido por um profissional da saúde, Soares não sobreviveu.

E, mesmo que alguns tenham tentado culpar a morte de Soares pela violência do filme, um amigo da família contestou as alegações, afirmando que José Geraldo assistia o filme calmamente, ao lado de sua esposa.

6 – The Creeping Unknown (1955)

Uma das primeiras, mas sem dúvida, uma das mais trágicas mortes relacionadas à filmes, foi a de um menino de 9 anos de idade, que sofrera uma ruptura de artéria e morreu enquanto assistia a uma exibição de The Quatermass Xperiment, em Illinois.

O filme conta a história de um astronauta que retornou à Terra, infectado por um parasita alienígena. Ameaçando destruir toda a vida do planeta. Nos Estados Unidos, o filme fora lançado sob o título de The Creeping Unknow, história baseada no livro de 1997, The Hammer Story: The Authorized History of Hammer Films.

7 – Monstros (1932)

Freaks é considerado um clássico do cinema internacional, mas em sua estreia passsou por algumas dificuldades de aceitação. O diretor Tod Browning, que havia passado um tempo no circo, durante sua infância, se inspirou em suas experiências de vida para adaptar o conto Spurs, de Tod Robbins.

Contratou verdadeiros artistas de circo para dar vida à história de um anão de circo (Harry Earles), cuja riqueza inspira uma bela artista de trapézio (Olga Baclanova) a se casar com ele, na esperança de herdar a fortuna.

Monstros foi uma história bastante contraditória para a sua época, mas Browning deixou uma série de críticos e espectadores indignados, com seu elenco que incluía gêmeos siameses reais, uma hermafrodita, um homem cujo corpo terminava em seu dorso, uma mulher sem braços, uma mulher barbada, entre outros.

Alguns acusaram o filme de explorar os atores, outros simplesmente se sentiram ofendidos. Os problemas com o filme começaram ainda na seleção de elenco, quando uma mulher processou o estúdio alegando que sofrera um aborto.

8 – Raju Gari Gadi (2015)

Essa foi uma daquelas vezes em que a vida imitou a arte. Durante uma exibição da comédia de horror indiano, Raju Gari Gadi, que conta a história de sete participantes de um reality show que tentam sobreviver uma noite em uma casa mal assombrada. Toda a experiência foi demais para um homem de 55 anos que assistia ao filme.

Ele morreu, por conta de um ataque cardíaco, durante uma sessão em Hyderabad. O homem, que fora identificado como Amaranatham de Attapur teria, supostamente, saído duas vezes da sala, durante a exibição, apenas para “tomar um ar”.

Quando o pessoal da limpeza foram limpar a sala de cinema para a próxima sessão, encontraram o homem sentado, morto, em sua poltrona. Quando a polícia consultou a família, foi revelado que Amaranatham já tinha um histórico com problemas cardíacos. Ao que tudo indica, as emoções do filme foram demais para ele.

9 – Grand Masti (2013)

Esse filme se destaca nessa lista por conta de seu gênero, enquanto outros se enquadram em suspense/terror, essa comédia do sexo indiana também participou do cenário da morte de uma pessoa. Nesse caso, a vítima foi Mangesh Bhogal, de 22 anos.

Junto a sua namorada foram aproveitar alguns momentos de descontração no cinema. O problema é que Bhogal riu tanto, mas tanto, que acabou sofrendo um ataque cardíaco fatal.

De acordo com o DNA India, o rapaz foi levado ao Cardinal Gracias Hospital em Vasai West, mas fora declarado morto antes da admissão. O relatório policial atribuiu “morte acidental” à morte de Bhogal.

Então pessoal, o que acharam dessas histórias? Conhecem mais alguma? Encontraram algum erro na matéria? Ficaram com dúvidas? Possuem sugestões? Não se esqueçam de comentar com a gente!

FONTE(S) looper

COMPARTILHAR