7 ideias de sucesso que foram recusadas no seu início

64

Você já recusou uma proposta ou não fez alguma coisa achando que aquilo não te renderia nada e depois se arrependeu? Bom, se isso já aconteceu com você, você deve saber o quanto é ruim ver que alguma coisa poderia ter dado certo para você e, por alguma razão, você recusou pensando que seria perda de tempo ou que poderia fazer algo mais útil.

É fácil ver os erros quando olhamos para eles no passado, porque sabemos o que aconteceu no futuro, mas na hora as coisas não parecem tão claras e podemos acabar recusando grandes oportunidades. Agora, pensa se você recusou uma ideia ou um produto que se tornou um grande sucesso e gerador de muito dinheiro? Com certeza, o arrependimento é bem maior. Listamos aqui alguns desses grandes erros cometidos por empresas.

1 – Harry Potter

A história do menino bruxo foi rejeitada por nada menos do que 12 editoras, até que a Bloomsbury publicasse o primeiro livro da saga escrita por J.K. Rowling. Todos sabemos o sucesso que os livros e filmes fizeram. A franquia de Harry Potter rendeu centenas de milhões de cópias e oito filmes de sucesso.

2 – Facebook

Em 2006, Mark Zuckerberg estava negociando com o Yahoo! para vender o Facebook para eles por 1 bilhão de dólares. Mas logo no começo, o Yahoo! tentou abaixar o preço, o que fez com que Zuckerberg resolvesse manter o controle da empresa, uma coisa boa já que hoje ela vale muitos bilhões de dólares.

3 – iPod

Tony Fadell, um engenheiro da Philips, tinha começado a desenvolver um projeto de um tocador de música que conseguia baixar as músicas direto da internet. Como ele trabalhava na Philips, ele foi apresentar a ideia para seus chefes, mas eles se recusaram a desenvolver seu projeto. Então Fadell foi até a Apple, a empresa gostou da ideia e a desenvolveu o seu iPod.

4 – Google

Em 1999, os fundadores do Google, Larry Page e Sergey Brin, estavam querendo vender sua empresa para conseguirem um investimento extra. A escolhida para essa oportunidade foi a empresa Excite, mas o CEO, George Bell, recusou a oferta porque não a viu como um bom investimento. Ele perdeu uma empresa que hoje vale bilhões de dólares.

5 – Beatles

Essa foi com certeza a banda mais popular e bem sucedida de todos os tempos e era de se esperar que a gravadora que ouvisse o som do quarteto logo quisesse assinar com eles. Mas a realidade foi outra. A banda tinha enviado uma fita para a Decca Records, mas a gravadora recusou e ainda disse que as músicas com a base de guitarra estavam fora de moda.

6 – Kodak

Essa marca foi quase que sinônimo de fotografia por muito tempo. Em 1975, ela comprou a patente da fotografia digital, o que faria com que a marca continuasse relevante e dominante por muito tempo. Mas eles não quiseram investir no digital com medo de prejudicar o seu negócio de filmes, mas isso acabou fazendo com que a marca fosse à falência em 2012.

7 – Netflix

Outra marca que simbolizava os filmes era a videolocadora Blockbuster. Ela era praticamente dominante nesse mercado até os anos 2000, mas depois desse ano, começou a ter dificuldades. Talvez uma salvação fosse o negócio mútuo que a Netflix ofereceu à empresa e que beneficiaria ambos os lados, mas a Blockbuster recusou, o que também os levou a falência em 2010.

FATOS DESCONHECIDOS

COMPARTILHAR