7 GRANDES DESASTRES CAUSADOS POR ERROS INACREDITÁVEIS

41

O mundo está marcado por milhares de catástrofes. São vários acidentes que marcam a nossa história e nos deixam, meio que, quebrados. Mas será que todas essas vezes podemos chamar de acidente? Todas as vezes que uma decisão é tomada, isso é uma escolha. Se esses desastres acontecem por causa de uma escolha ruim, ou errada, provavelmente não podemos chamar isso de acidente. Esses erros inacreditáveis costumam ter consequências gigantes e levam o responsável a uma fama inglória que, na verdade, também poderia ser chamada de maldição.

Tente pensar em grandes desastres que nós já presenciamos. Pode ser aqueles que você viu no jornal ou, até mesmo, aquele que seu grupo de convívio social não conseguia parar de debater sobre. Ou até mesmo desastres que aprendemos estudando história na escola. Quais deles foram resultado de decisões realmente horríveis? Listamos 7 grandes desastres causados por erros inacreditáveis.

1 – Air France Air Show Crash/1998

Várias pessoas morreram a bordo de um Airbus A320 da Air France, que se juntou a uma exposição aérea francesa. Todos os passageiros morreram no acidente que acabou na queda em uma floresta. Em 26 de junho de 1988, o voo 296 da Air France caiu na mata perto da pista do Aeroporto Mulhouse-Habsheim, enquanto voava no airshow de Habsheim e onde o piloto tentou uma manobra arriscada com os passageiros a bordo.

A aeronave possuía vários mecanismos de segurança, que se usados perto do solo, poderiam levar a tragédia. Então três erros se seguiram. Primeiro, envolver passageiros em manobras aéreas. Segundo, “testar” os recursos de segurança. Terceiro, falta de preparação. Os pilotos não tinham sequer mostrado um mapa com a floresta no final da pista, com o qual colidiram. Três pessoas morreram nos destroços em chamas, enquanto outros escaparam, alguns com ferimentos

2 – Desastre da barragem de Vajont/1963

Na Itália, em 1963, uma série de decisões eradas custou várias vidas humanas. Devido a um gigante deslizamento de terra, uma barragem foi rompida e a água invadiu o vale e as aldeias em volta, matando quase 2 mil pessoas. O problema é que a transposição, feita 3 anos antes da tragédia, foi totalmente errada. Os projetistas ignoraram a instabilidade geológica do Monte Toc, no lado sul da bacia, aonde aconteceu o deslizamento de terra. Os sinais de aviso e avaliações negativas durante as fases iniciais do projeto foram desconsiderados. O deslizamento de terrasobre a represa criou uma onda, inundando e destruindo tudo em volta.

3 – Chernobyl/1986

O acidente nuclear de Chernobil aconteceu em 1986 e levou a 31 mortes diretas (além das indiretas). Uma união perfeita que levou a imensa precipitação nuclear. Apesar de bem conhecido, quase ninguém sabe falar muito sobre os fatos.

O uso de equipamentos abaixo do padrão, que compunham o reator, significava que a usina de Chernobyl estava propensa a operações instáveis e possíveis colapsos. Essa vulnerabilidade foi associada à violação flagrante de regras baseadas em especificações técnicas que levaram ao superaquecimento do reator, que era instável em baixas temperaturas. Os trabalhadores administravam a instalação a uma temperatura baixa, agindo sem tomar os devidos cuidados. A explosão catastrófica que se seguiu deixou o núcleo do reator exposto.

4 – O desabamento de prédio em Savar/2013

O desabamento de prédio em Savar foi o pior acidente industrial na história de Bangladesh, levando a 1.100 mortes de trabalhadores, com 2.500 sobreviventes, muitos dos quais sofreram ferimentos devastadores. Por que isso aconteceu? Decisões terríveis foram tomadas, suficientemente ruins para serem processadas como ofensas criminais.

Adicionaram três níveis ao prédio e depois embalaram-no com equipamentos que eram demais para a estrutura do prédio. Mais de 17 pessoas foram especificamente encarregadas de criar violações de código. O estresse levou a uma perda de integridade estrutural, evidenciada por rachaduras. Quando o edifício mostrou sinais de falha estrutural, os funcionários que expressaram preocupação foram orientados a ignorar o problema da estrutura.

5 – Colapso do shopping Sampoong/1995

Em 1995, o Shopping Sampoong, um enorme aglomerado de lojas da Coreia do Sul, desabou, matando mais de 500 pessoas. Isso foi o resultado de uma série de decisões ruins. Iniciado em um antigo lixão, o enorme edifício foi inicialmente construído como um prédio de apartamentos, mas o proprietário Lee Joon mudou os planos para tornar o projeto em algo comercial. Isso resultou em estruturas de suporte críticas no edifício sendo derrubadas para dar lugar a elevadores, além da instalação de um piso adicional com uma pesada piscina.

Quando os construtores expressaram sua preocupação e reclamações sobre o caso, foram demitidos imediatamente. Foram usados concreto barato, e outros materiais ruins, para economizar dinheiro. Subornos foram usados ??para passar por inspeções, onde 12 inspetores acabaram sendo posteriormente condenados por aceitar o dinheiro.

6 – A Explosão de Halifax/1917

O navio francês SS Mont Blanc, carregado com uma carga altamente explosiva composta por TNT, ácido pícrico, algodão de canhão e benzol, foi atingido pelo navio norueguês SS Imo em 6 de dezembro de 1917, em Halifax, na província canadense de Nova Escócia. Isso em plena Segunda Guerra Mundial. A explosão que se seguiu, continua a ser a pior explosão na história do Canadá e a maior explosão do mundo antes do desenvolvimento de armas nucleares. Quase 2 mil mortes resultaram do fato, enquanto 9 mil pessoas ficaram feridas.

O navio francês tinha o direito de passagem, mas o navio norueguês estava apressadamente e descuidadamente se afobando para sair com material de guerra. Outros procedimentos levaram a embarcação francesa a receber a culpa pelo acidente. Apesar da carga perigosa transportada pelo SS Mont Blanc, não havia nenhum protocolo em vigor para exigir procedimentos de segurança.

7 – Colapso do Passadiço do Hyatt Regency

O colapso do Passadiço do Hyatt Regency foi um dos mais terríveis acidentes na história de um edifício, e ocorreu em 17 de julho de 1981, quando Kansas City viu o pior colapso do prédio antes do World Trade Center. Um total de 114 mortes aconteceram, com muitas lesões horríveis ficando aparentes quando as vítimas presas foram libertadas. Grande dificuldade foi encontrada na remoção de detritos que prendiam os sobreviventes. Um indivíduo infeliz teve sua perna amputada por um cirurgião usando uma serra elétrica em condições desesperadas de emergência.

O problema? A empresa perdeu sua licença de engenharia, enquanto todos os engenheiros envolvidos foram destituídos de sua posição profissional e licenças. As cargas colocadas nos tirantes, decorrentes de uma mudança de projeto realizada sem cálculos apropriados, levaram não apenas o quarto andar a ser suportado pelas hastes inadequadas, mas também deixou o segundo andar pendurado abaixo dele. Os tirantes também foram posicionados em um ponto fraco.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que está embasbacado com esses erros e desastres, aquele abraço.

COMPARTILHAR