7 FATOS FALSOS QUE VOCÊ SEMPRE ACREDITOU SOBRE OS PLANETAS

36

O Universo é gigante e nenhuma outra palavra é capaz de descrever isso melhor. Sua dimensão é tamanha que até hoje ele é um dos principais alvos de pesquisas e estudos, já que ainda não se esgotou o assunto e isso parece estar longe de ocorrer.

Os professores tentam da melhor forma possível simplificar o assunto dentro da sala de aula. O problema é que isso acaba espalhando fatos falsos sobre os planetas. Carregamos isso para a vida adulta e às vezes até ensinamos outras pessoas.

1 – Planetas giram ao redor do sol

Não, os planetas não giram exatamente ao redor do sol, mas sim ao redor do centro de massa do sistema solar. O sol tem 99,87% dessa massa, mas isso não significa que todos os planetas giram ao seu redor. Com o movimento constante, há momentos em que os planetas giram próximos ao núcleo do sol, mas em outros momentos eles não orbitam o sol.

2 – Marte é vermelho

Sempre que vemos alguma representação de Marte ou até mesmo quando vemos fotografias, ele parece ser vermelho. No entanto, essa não é sua cor real. A verdade é que a superfície do planeta é coberta por uma poeira extremamente fina de óxido de ferro, o que dá o aspecto vermelho. A superfície do planeta portanto não é vermelha, estudos têm sido realizados para descobrir a cor real do planeta.

3 – Apenas Saturno tem anéis

Sempre que desenhamos ou vemos imagens ilustrativas, apenas Saturno aparece com anéis. A verdade é que os anéis não são estáveis e isso complica sua visualização, mas outros planetas também têm anéis. Júpiter, Netuno e Urano são os que têm anéis ao seu redor. Enquanto Saturno tem 12, Urano tem 13, Júpiter tem 4 e Netuno 5.

4 – Urano sempre teve esse nome

Sim, desde a escola você se lembra de chamar Urano de Urano, certo? Sim, correto, mas por mais de meio século seu nome foi outro. Quando foi descoberto por Sir William Herschel, em 1781, ele queria fazer uma média com o rei e por isso deu o nome de Georgium Sidus para o planeta. Isso significava “George’s Star” ou George é uma estrela. O problema é que era bem confuso chamar um planeta de estrela e isso poderia confundir as pessoas leigas que tivessem contato com o assunto. Foi a comunidade de estudiosos de fora da Grã-Bretanha que criou o nome de Urano, já que naquela época era comum nomear os planetas com o nome de deuses. Apenas em 1850 o nome foi aceito por todos.

5 – Mercúrio é o planeta mais quente

Mercúrio é o planeta mais próximo do sol e por isso acreditamos que é também o mais quente. Afinal de contas é o sol, não é mesmo? Pasmem, não é bem assim. A temperatura em Mercúrio varia entre os 427° C e os 172°C negativos. No entanto, a temperatura média de Vênus é de 864 graus. Pasmem! Enquanto que a média em Mercúrio é de apenas 332 graus, o que o tira do posto de planeta mais quente do sistema solar.

6 – A Terra e Vênus só têm o tamanho em comum

Vênus e a Terra são constantemente comparados por seu tamanho muito similar. Mas as semelhanças não param por aí. A composição química dos planetas também é muito similar, no entanto, a quantidade de dióxido está presente em uma quantidade exorbitante em Vênus. Os cientistas dizem que esse poderá ser o futuro da Terra, caso não sejam tomadas atitudes para frear o aquecimento global. O planeta também contém água, só que em uma quantidade ínfima e está presenta na atmosfera do planeta e não em rios ou mares como é aqui na Terra.

7 – Existem oito planetas no sistema solar

Muito recentemente, em 2016, os cientistas anunciaram evidências de que existe um outro planeta em nosso sistema solar. Sua presença só é notável em nosso sistema em um intervalo de 15 mil anos. E há outras evidências de que há mais que oito ou nove planetas no nosso sistema solar. No entanto, eles permanecem escondidos no universo, a espreita e nem sempre são notados.

COMPARTILHAR