4 motivos para você assistir a novela “Mil e Uma Noites”, na Band

193

mileumanoites-logoEstreou na segunda (9), às 20h20, a novela turca “Mil e Uma Noites“, na Band. Sucesso em todo o mundo, principalmente na América Latina, a trama tem sido alvo de expectativas na emissora.

O desejo é que a produção mantenha pelo menos a média-dia da emissora, que é de 3 pontos. Porém, muitos setores sonham alto, por conta de todo o sucesso que fez ao redor do planeta.

Por conta disso, vamos listar agora quatro motivos que podem te fazer acompanhar a novela turca que conquistou cerca de 35 países e obteve grande aceitação também no Leste Europeu e Oriente Médio.

Claro, a missão da trama não será fácil: fará frente com “Chiquititas”, do SBT, e em breve, com “Dez Mandamentos”, da Record.

Confira:

1- Alto padrão técnico

“Mil e Uma Noites” tem um alto padrão técnico, com fotografia diferenciada em relação ao padrão de novelas do mundo, onde as referências são a Televisa e a Rede Globo. Além disso, sua direção é considerada sensível e diferente, se preocupando mais com a forma de levar a mensagem da novela, do que pelos números de audiência que viria a ter.

2- História folhetinesca e forte

A trama conta a história de Scheherazade Eviyaoglu, uma arquiteta talentosa que trabalha em Binyapi, uma construtora pertencente à Onur Aksal e Kerem Inceoglu. Scheherazade é viúva e mãe de um menino de cinco anos chamado Kaan, que sofre de leucemia e precisa urgentemente de dinheiro para uma cara cirurgia.

No início, Scheherazade pede ajuda a seu sogro, Burhan Eviyaoglu, um homem bilionário, dono de uma fábrica de couro e pai de seu falecido marido, Ahmed. Mas Burhan se recusa a emprestar o dinheiro, negando a existência de seu neto e do seu filho. Kaan precisa de um transplante de medula óssea que custa 100 milhões de liras turcas; é aí que Scheherazade pede ajuda a seu chefe, Onur, que se compromete a pagar os 75 milhões que ela precisa a partir de uma condição: passar uma noite com ela.

Folhetinesca, a novela conquistou o mundo por conta do amor de uma mãe para com o filho.

3- Boas atuações

De nada adianta uma boa direção e uma boa história, se quem representa não é tão bom assim. Não é o caso de “Mil e Uma Noites”. Os protagonistas Halit Ergenç (Onur Aksal) e Bergüzar Korel (Scheherazade Eviyaoglu) exalam química e passam uma veracidade do romance, que faz o telespectador torcer para o casal ficar junto, mesmo que Halit tenha feito o que fez para ter Scheherazade perto dele.

A química é tão forte, que foi para fora das telas: na vida real, Halit Ergenç e Bergüzar Korel se apaixonaram durante as gravações, se casaram em agosto de 2009 e tiveram um filho chamado Ali.

4- Sucesso internacional

“Mil e Uma Noites” é um fenômeno por onde passou, não sendo fracasso em nenhum país. Rompeu paradigmas e foi aceita no Oriente Médio e no Leste Europeu, onde produtos turcos são sempre vistos com maus olhos. Na América Latina, seu êxito foi ainda maior.

Ela foi transmitida pela primeira vez no continente através do Chile, em horário nobre pelo canal Megavisión, onde alcançou 35 pontos e o primeiro lugar, em contraste com os 5 pontos que exibia antes de sua chegada.

Em setembro de 2014, chegou à Colômbia pela Caracol Televisión, onde também elevou os números e chegou a abrir 10 pontos de vantagem sobre a segunda colocada no horário.

Devido à grande repercussão nestes dois países, em 2015 outros emissoras também passaram a comprar a novela. Desde janeiro deste ano, é transmitida na Argentina pelo Canal 13, em horário nobre, onde a trama tem superado a marca dos 20 pontos de audiência, vencendo “Amor à Vida”, que é exibida pela Telefé.

No Uruguai, a produção turca fez o Saeta TV Canal 10 dobrar sua audiência, se consolidando como a de maior audiência da televisão uruguaia. Por fim, também está sendo apresentada no Peru desde o início de fevereiro, pelo canal Latina Televisión, onde tem obtido mais de 20 pontos de audiência.

Fonte: Na Telinha

VEJA TAMBÉM

COMPARTILHAR