15 grandes erros que a CIA prefere que esqueçamos

167

A Central Intelligence Agency, ou como é mais conhecida mundialmente a CIA, é uma agência de inteligência civil dos Estados Unidos. Ela foi fundada em 1947 no país e suas atividades consistem em coletar informações, observar ações de outros países, em um trabalho secreto que pode até mesmo incluir espionagem.

Experimentos duvidosos, envolvimento em processos eleitorais e apoio a ditadores são algumas das coisas que aparentemente a CIA pode ter se arrependido de ter feito ao longo de sua história. Pensando nisso, hoje trouxemos para você alguns dos erros que a agência de serviço secreto estadunidense gostaria que esquecêssemos. Confira!

Alguns dos grandes erros da CIA

1 – Em 1951, a CIA teria supostamente espalhado LSD em toda suprimento de alimentos de uma aldeia francesa. Aparentemente, como parte de um plano durante a Guerra Fria.

2 – A CIA possui um museu secreto, o qual somente os funcionários podem visitar.

3 – Todos os dias são “lidos” cerca de 5 milhões de tweets por eles.

4 – Donald Cameron em um experimento que foi creditado à CIA teria apagado a memória de uma mulher com eletrochoques em 1963.

5 – Uma montanha no Himalaia foi “fechada” por quase 10 anos por agentes da CIA. Isso porque um aparelho de retransmissão de telemetria nuclear havia sido perdido no lugar.

6 – Em 2013, a CIA reconheceu pela primeira vez a existência da tão famosa Área 51.

7 – O cientista Frank Olson teria sido assassinado, em 1953, depois que a CIA inadvertidamente injetou LSD em seu corpo. Recentemente, a CIA teria admitido ter drogado o cientista.

8 – A CIA, em 1962, avisou as autoridades sul africanas sobre o paradeiro de Nelson Mandela, o que resultou a ele em 27 anos de encarceramento.

9 – O primeiro presidente democraticamente eleito na Guatemala, Jacobo Arbenz Guzmán, foi derrubado pela CIA em 1954, e em seu lugar assumiu um ditador militar.

10 – Em 2003, a CIA prendeu um cidadão alemão descendente de libaneses, o levou até o Afeganistão, onde ele foi torturado e depois liberto. Posteriormente, eles reconheceram ser um erro. O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos recentemente condenou as ações da CIA e num processo que estava acontecendo, tomaram uma decisão favorável ao homem torturado.

11 – Durante a Guerra do Vietnã, a CIA teria executado cerca de 30 mil pessoas por suspeitar que estivessem aliadas ao inimigo.

12 – Supostamente, eles possuíam um manual que ilustrava a importância da tortura psicológica. No manual, era explicado como o medo da dor pode ser pior do que a dor em si, uma vez que as pessoas subestimam sua capacidade de suportar o sofrimento.

13 – A CIA teria apresentado uma proposta ao Pentágono de uma operação chamada Northwoods, que sugeria ataques terroristas nos EUA para que então eles pudessem ocupar Cuba. O governo Kennedy rejeitou a proposta.

14 – Nos anos 1980, a CIA aparentemente facilitou as vendas de cocaína em Los Angeles numa operação contra os Sandinistas da Nicarágua.

15 – Um programa da CIA chamado Operation Midnight Climax fazia com que prostitutas atraíssem homens na cidade de São Francisco, na Califórnia, para locais onde LSD seriam injetados neles. Assim, eles podiam estudar os efeitos da droga em pessoas não conscientes do uso da substância.

 

COMPARTILHAR