10 Clipes Para Morrer de Rir

282

103268
“Big Me” – Foo Fighters

O clipe deste single, presente no álbum homônimo dos veteranos, foi criado durante a febre dos comerciais da marca “Mentos”, e a sátira causou um grande impacto entre os fãs da banda: por anos, o quinteto não tocou a música em seus shows pois, de sarro, o público teimava em jogar as balas de menta no palco.

“Cornerstone” – Arctic Monkeys

Depois do ambicioso clipe de “Crying Lightning”, o quarteto britânico decidiu simplificar na criação do visual para o terceiro single do disco “Humbug”. O vocalista Alex Turner rouba a cena em uma performance desconfortável e hilária da canção, que fala sobre a perda de um amor.

“Birthday” – Katy Perry

A cantora pop escolheu divertir os fãs para divulgar a música de trabalho, presente no álbum “Prism”. Sem se preocupar com a aparência, a americana sumiu por trás de fantasias e disfarces, se transformando em uma stripper da terceira idade, um animador de festas judeu, um palhaço, uma princesa e um caubói.

“All About It” – Hoodie Allen

O rapper americano chamou o amigo Ed Sheeran para a canção, que tira sarro da carreira de ambos os artistas. Para completar a brincadeira, a dupla se vestiu de super heróis e dançou muito mal durante o clipe, que promove o disco “People Keep Talking”.

“All The Small Things” – blink-182

Um dos clássicos do trio original, o vídeo traz cenas em preto e branco, paródias de boy bands da época e os integrantes em situações hilárias para a diversão dos fãs. Conhecidos por exagerar em seus clipes, este conta até com coreografia e perseguições.

“The Fox” – Ylvis

O único sucesso musical dos comediantes noruegueses Vegard e Bård Ylvisåker foi um dos maiores hits de 2013, e não podia ser diferente: a produção inclui dançarinos fantasiados de vários animais em uma floresta, curtindo o som da dupla, que não consegue descobrir o som que a raposa faz.

“Hopeless Wanderer” – Mumford & Sons

Os americanos do Mumford escolheram desaparecer e chamar nomes de peso da comédia dos Estados Unidos para estrelar este clipe, e a decisão valeu a pena. Jason Sudeikis, Jason Bateman, Ed Helms e Will Forte choram, tocam, dançam e se divertem no vídeo, que desafia o tom mais sério da banda.

“So What” – Pink

A cantora americana é conhecida por suas produções criativas e já nos diverte desde o exagerado clipe de “Stupid Girls”, mas “So What”, além de contar com a participação do marido da artista (que na época era ex), inclui acessos de raiva, fogo nos cabelos da estrela pop e outras cenas hilárias.

“Walking Contradiction” – Green Day

Em um de seus clipes mais originais, o trio de veteranos causa uma bagunça na cidade sem pestanejar (ou perceber). Não tem como manter a seriedade ao acompanhar os músicos andando despercebidos enquanto pianos caem, vans correm desgovernadas e o caos é instalado.

“Just Lose It” – Eminem

Outro mestre dos vídeos cômicos, o rapper de Detroit se supera ao tirar sarro de Michael Jackson, Madonna e outras lendas da cultura pop, para acompanhar a ironia nos versos da canção. O “Rap God” ainda se fantasia de Papai Noel em um número de dança imperdível.

COMPARTILHAR